Recentemente fui surpreendido com uma polêmica envolvendo um antigo áudio meu. No áudio, que circula em vários canais na internet, falo a respeito das notas e subtítulos da antiga edição da Bíblia Pastoral, publicada pela Editora Paulus em 1991.

Confesso que tive dificuldade de identificar a origem do áudio em questão. Ajudado pela minha equipe, vasculhamos o imenso material do meu site e finalmente encontramos o vídeo de uma aula do curso de Catecismo publicada em 2012 (há 12 anos atrás!).

Como se trata de material feito para os nossos alunos, o vídeo em questão não se encontra no nosso canal de YouTube. Para encontrá-lo é necessário pesquisar no site padrepauloricardo.org. Sendo assim, o conteúdo que circula na internet tem sua origem em gravações artesanais feitas pelos próprios usuários, contendo apenas o áudio.

Lamento que esse conteúdo tão antigo esteja sendo apresentado ao grande público como polêmica recente. A questão é tão antiga que, neste intervalo de tempo, a própria editora Paulus viu a necessidade da publicação de uma Nova Bíblia Pastoral em 2014.

A experiência de vida sacerdotal me levou, ao longo dos anos, a renunciar à forma polêmica com a qual tratava alguns temas. Compreendo que esse tom belicoso do passado fez com que algumas pessoas olhassem para meu apostolado com uma certa antipatia. De minha parte, asseguro que as mudanças que fiz são sinceras e que, embora possa sempre haver pontos de vista discordantes, gostaria de continuar contribuindo para um diálogo sereno, indispensável para conservarmos a comunhão na única fé dos Apóstolos.

Uma santa e abençoada Quaresma a todos!

Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior

10 de fevereiro de 2024

O que achou desse conteúdo?

0
0
Mais recentes
Mais antigos