CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
9, 1-6)

Naquele tempo, reunindo Jesus os doze apóstolos, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para curar enfermidades. Enviou-os a pregar o Reino de Deus e a curar os enfermos. Disse-lhes: "Não leveis coisa alguma ara o caminho, nem bordão, nem mochila, nem pão, nem dinheiro, nem tenhais duas túnicas. Em qualquer casa que entrardes, ficai alo até que deixeis aquela localidade. Onde ninguém vos receber, deixai aquela cidade e em testemunho contra ele sacudi a poeira dos vossos pés." Partiram, pois, e percorriam as aldeias, pregando o Evangelho e fazendo curar por toda parte.

Ao enviar seus apóstolos em missão, Nosso Senhor Jesus Cristo não só lhes confia o trabalho de pregar o Evangelho como também lhes pede um estilo de vida peculiar. "Não leveis nada pelo caminho", ordena o Senhor. Exige-lhes, portanto, uma confiança sincera em Deus e uma entrega tal à Providência divina que lhes permita viver desapegados dos recursos deste mundo. Esta ordem de Cristo ilumina, de mais a mais, como deve ser a vida do sacerdote. Infelizmente, um certo mau vezo protestante nos habituou a ver no padre uma espécie de "funcionário", alguém que cumpre determinadas tarefas e pode, terminado o expediente, dissipar-se nos lazeres que a vida privada proporciona. Nosso Senhor, porém, impõe aos discípulos um programa diferente; indica-lhes, sim, o caminho de vida pelo qual poderão adquirir a autoridade de verdadeiros ministros da Igreja. A própria história eclesiástica demonstra que os pregadores que mais voz e autoridade tiveram foram os que mais humilde e confiadamente viveram, os que mais se deixaram modelar por Cristo.

Mas os apóstolos, a esta altura, ainda não estão preparados para assumir este encargo; ainda lhes falta passar pela purificação que só a humilhação, o sofrimento e a tribulação conseguem oferecer: é apenas depois do escândalo da crucificação que o Colégio Apostólico poderá receber o poder do Espírito Santo (cf. Lc 24, 44-49). É sob esta perspectiva que podemos vislumbrar em que consiste a grandeza de São Pio de Pietrelcina, cuja memória hoje celebramos. O padre Pio foi um cristão que, mesmo antes de receber os estigmas do Senhor, aprendeu a meditar a dor de Cristo e a configurar-se à dolorosa Paixão do Deus feito homem. Antes de receber na carne as chagas da Cruz, São Pio de Pietrelcina descobriu o que significa unir-se no mais íntimo da alma a Jesus crucificado. A vida deste grande sacerdote, com efeito, serve de modelo para todos os fiéis, leigos ou não, pois ele encarnou, de modo extraordinariamente concreto e visível, o que deve ser a vida do cristão, apóstolo por vocação e crucificado ao mundo pela regeneração do Batismo.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.