Jesus diante de Pilatos
CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

4. Jesus diante de Pilatos

Com três injustas acusações tentam os judeus conseguir dos romanos a condenação da Justiça feita carne. Rebelde, sonegador e acusador, eis as três blasfêmias que lançam contra quem acabam de condenar por blasfemo.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Levado a Caifás, Jesus foi condenado por ser demasiado divino. Levado a Pilatos, foi acusado de ser demasiado humano. No primeiro julgamento, rasgam-se as vestes dos religiosos perante a “blasfêmia” de quem, sendo a Verdade, jamais poderia mentir. No segundo, rasgam-se os códigos da lei numa tentativa de acusar de rebelde a quem ensinou a obedecer à legítima autoridade; de sonegador a quem ensinou o dever de pagar o justo tributo; e de usurpador a quem disse ser Rei, sim, mas não de um reino deste mundo, como o de César. Eis as três injustiças de que acusam a Justiça, que se deixa condenar para alcançar o perdão dos verdadeiros cativos.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.