CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assine agora
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Introdução às Escrituras

Crer na Igreja para amar as Escrituras

"Eu não acreditaria no Evangelho", diz Santo Agostinho, "se não me movesse a isso a autoridade da Igreja Católica." Saiba por que, desde o princípio, a vida da Igreja é o lugar originário de interpretação das Escrituras.

73

Um dos princípios fundamentais da Reforma protestante é o da sola Scriptura, segundo o qual a Bíblia, e unicamente ela, constitui a regra de fé à qual um genuíno cristão deve-se ater [1]. É apenas e tão-somente nas SS. Escrituras, proclamam protestantes de vário tipo, que se encontra a totalidade do depósito da Revelação divina: nelas estão fixadas, de uma vez para sempre, todas as verdades que Deus nos quis transmitir; ao interpretá-las, o fiel recebe diretamente do Alto, sem intermediários humanos de qualquer espécie, as luzes para a sua vida moral e religiosa. Com o Texto sagrado em mãos, reafirmam eles, não há necessidade de autoridades nem de Magistério; basta folheá-lo seguindo os próprios critérios para embeber-se, em suas páginas inspiradas, da mais pura e autêntica pregação evangélica. Livro infalível não se sabe como nem por que razões, cada protestante recebe do seu livreiro um exemplar da Bíblia e crê devotamente trazer embaixo do braço o próprio "Verbo feito papel".

Ao primado da Escritura vem somar-se, num contorcionismo lógico, o primado da fé individual, cujo mais notável instrumento de trabalho é o livre exame, uma revolução radical e de consequências...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos