A ladainha e as demais orações abaixo foram extraídas de uma antiga coletânea de preces devocionais chamada Cœleste Palmetum (4.ª ed., 1864, Malinas, H. Dessain [ed.], pp. 202–206) e traduzidas do latim por nossa equipe. São um reforço ao chamado do Padre Paulo Ricardo, feito especialmente no curso Anjos e Demônios, a que tenhamos mais devoção aos santos anjos, enviados por Deus em ministério para nos assistir em nossa luta pela santidade e a glória do céu.


Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.

Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, Redentor do mundo, tende piedade de nós.
Deus Espírito Santo, tende piedade de nós.
Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, rogai por nós.
Santa Mãe de Deus, rogai por nós.
Santa Virgem das virgens, rogai por nós.

São Miguel, que sempre fostes o defensor do povo de Deus, rogai por nós.
São Miguel, que precipitastes do céu a Lúcifer com seus cúmplices rebeldes, rogai por nós.
São Miguel, que lançastes no fundo do inferno o acusador de nossos irmãos, rogai por nós.

São Gabriel, que manifestastes a Daniel a visão divina, rogai por nós.
São Gabriel, que prenunciastes o nascimento e o ministério de João Batista, rogai por nós.
São Gabriel, que fostes o mensageiro da Encarnação do Verbo divino, rogai por nós.

São Rafael, que levastes e trouxestes Tobias a salvo, rogai por nós.
São Rafael, que expulsastes o demônio de Sara, rogai por nós.
São Rafael, que devolvestes a vista a Tobit, rogai por nós.

Santos anjos, rogai por nós.
Que estais sobre o sólio excelso e elevado de Deus, rogai por nós.
Que cantais continuamente a Deus Santo, Santo, Santo, rogai por nós.
Que, dissipadas as trevas, iluminais nossa mente, rogai por nós.
Que anunciais aos homens as coisas divinas, rogai por nós.
Que recebestes de Deus a guarda dos homens, rogai por nós.
Que sempre contemplais a face do Pai que está nos céus, rogai por nós.
Que vos alegrais com a penitência de um só pecador, rogai por nós.
Que fustigastes os sodomitas com a cegueira, rogai por nós.
Que tirastes a Ló do meio dos pecadores, rogai por nós.
Que subis e desceis pela escada de Jacó, rogai por nós.
Que no monte Sinai entregastes a Moisés a lei divina, rogai por nós.
Que, no nascimento de Cristo, anunciastes a alegria aos homens, rogai por nós.
Que servistes a Cristo no deserto, rogai por nós.
Que levastes Lázaro até o seio de Abraão, rogai por nós.
Ques vos sentastes com vestes brancas junto ao sepulcro de Cristo, rogai por nós.
Que, na Ascensão de Cristo ao céu, aparecestes aos seus discípulos, rogai por nós.
Que haveis de preceder a Cristo, quando vier julgar com o sinal da cruz, rogai por nós.
Que haveis de reunir os eleitos no fim dos tempos, rogai por nós.
Que haveis de separar os maus do meio dos justos, rogai por nós.
Que apresentais a Deus as preces dos que oram, rogai por nós.
Que assistis os moribundos, rogai por nós.
Que conduzis ao céu as almas dos justos purificadas de toda mancha, rogai por nós.
Que pela virtude de Deus realizais prodígios e milagres, rogai por nós.
Que sois enviados em ministério aos herdeiros da salvação, rogai por nós.
Que cuidais até da Babilônia, mas deixais, indo embora, quem não quer vosso cuidado, rogai por nós.
Que fostes constituídos sobre os reinos e as províncias, rogai por nós.
Que desbaratais muitas vezes os exércitos inimigos, rogai por nós.
Que libertais muitas vezes os servos de Deus dos cárceres e outros perigos de vida, rogai por nós.
Que viestes muitas vezes consolar os mártires em seus tormentos, rogai por nós.
Que costumais guardar com peculiar cuidado os prelados da Igreja, os príncipes e seus curadores, rogai por nós.
Todas as santas ordens dos espíritos bem-aventurados, rogai por nós.

De todos os perigos, por vossos santos anjos, livrai-nos, Senhor.
Das insídias do diabo, livrai-nos, Senhor.
De toda heresia e cisma, livrai-nos, Senhor.
Da peste, da fome e da guerra, livrai-nos, Senhor.
Da morte súbita e desprevenida, livrai-nos, Senhor.
Da morte eterna, livrai-nos, Senhor.

Pecadores que somos, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Por vossos santos anjos, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que nos perdoeis, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que nos favoreçais, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que vos digneis governar e conservar vossa santa Igreja, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que vos digneis proteger o Sumo Pontífice e todas as ordens eclesiásticas, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que vos digneis conceder aos reis e príncipes cristãos a paz e a verdadeira concórdia, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que vos digneis dar e conservar os frutos da terra, nós vos rogamos: ouvi-nos.
Para que vos digneis dar a todos os fiéis defuntos o descanso eterno, nós vos rogamos: ouvi-nos.

Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós.
Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.

Pai nosso etc. (em silêncio).

Bendizei o Senhor, todos os seus anjos.
℟. Poderosos em força, executores de suas ordens, prontos para obedecer à sua palavra.

Bendizei ao Senhor, todos os seus exércitos
℟. E ministros, que fazeis a sua vontade.

Mandou aos seus anjos em teu favor,
℟. Para que te guardem em todos os teus caminhos.

O anjo do Senhor assenta seus arraiais em volta dos que o temem,
℟. E os há de libertar.

Em presença dos anjos vos cantarei salmos,
℟. Prostrar-me-ei no vosso santo templo e glorificarei o vosso nome, Senhor.

Senhor, ouvi a minha oração.
℟. E chegue até vós o meu clamor.

Oremos. — Deus, que com ordem admirável distribuís os ministérios dos anjos e dos homens: concedei, propício, que a nossa vida seja protegida pelos ministros que vos contemplam sempre no céu. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que convosco vive e reina e é Deus pelos séculos dos séculos. Amém.


“Retábulo dos Três Arcanjos”, de Marco d’Oggiono.

Oração a São Miguel. — Ó Príncipe da milícia celeste, São Miguel, que ao soberbo Lúcifer, com todos os seus asseclas, precipitastes nas profundezas da geena! Ó defensor e protetor da Igreja! Vós, que presidis às almas que partem desta vida, socorrei na hora da agonia a minha alma, que já agora confiadamente vos encomendo. Protegei-a contra todas as incursões inimigas, tomai-a, ao partir deste mundo, sob o vosso patrocínio e, defendida contra todas as insídias dos demônios, admiti-a às alegrias do paraíso, onde, junto de todos os santos, exaltarei a Deus com eternos louvores. Amém.

Oração a São Gabriel. — Ó Fortaleza de Deus, São Gabriel, que à Virgem Maria anunciastes a Encarnação do Filho de Deus e no Horto consolastes e confortastes a Cristo em suma tristeza e agonia! Louvo-te, venero-te, ó Espírito eleito, e suplicante vos peço que vos digneis ser meu advogado junto a Jesus Cristo, meu Salvador, e à sua bendita Mãe, a Virgem Maria, e a sempre me consolar e fortalecer em todas as angústias, para que eu nunca, vencido por qualquer tentação, venha a ofender a Deus, meu sumo bem. Assim seja.

Oração a São Rafael. — Ó Médico celeste e companheiro fidelíssimo, São Rafael, que a Tobias pai restituistes a vista e ao filho acompanhastes por todos os caminhos e incólume o conservastes! Sede o Médico de meu corpo e minha alma, dissipai as trevas da ignorância e assisti-me constantemente na perigosa peregrinação desta vida, até que me conduzais à pátria celeste, onde, feliz, contemplarei convosco eternamente a face divina. Amém. 

Ao anjo da guarda. — Ó fidelíssimo Companheiro, destinado por Deus à minha guarda, meu protetor e defensor, que nunca vos afastais do meu lado! Como vos hei de agradecer a fidelidade, o amor e os inúmeros benefícios de vós recebidos? Por mim velais no sono, na tristeza me consolais, no abatimento me ergueis; de mim afastais os perigos iminentes e me ensinais a precaver os futuros; dos pecados me desviais e ao bem me impelis; à penitência me chamais na queda e com Deus me reconciliais. Já há muito, quem sabe, eu me teria condenado ao inferno, se por vossas preces não houvésseis afastado de mim a ira divina! Peço-vos que nunca me abandoneis; consolai-me na adversidade, controlai-me na prosperidade, guardai-me nos perigos e ajudai-me nas tentações, para que a elas nunca sucumba. Apresentai à presença divina as minhas preces, gemidos e todas as minhas boas obras e fazei que, partindo em graça desta, eu entre um dia na vida eterna. Amém.

O que achou desse conteúdo?

1
0
Mais recentes
Mais antigos