CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Conheça os sacramentos da Igreja com o Padre Paulo Ricardo

Texto do episódio
859

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 6, 19-23)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Não junteis tesouros aqui na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e os ladrões assaltam e roubam. Ao contrário, juntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça e a ferrugem destroem, nem os ladrões assaltam e roubam. Porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. O olho é a lâmpada do corpo.

Se o teu olho é sadio,  todo o teu corpo ficará iluminado. Se o teu olho está doente, todo o teu corpo ficará na escuridão. Ora, se a luz que existe em ti é escuridão, como será grande a escuridão”. 

Celebramos hoje, com grande alegria, a memória de São Luís Gonzaga, padroeiro da juventude. São Luís Gonzaga foi um príncipe do norte da Itália, que resolveu deixar tudo e dedicar-se a Deus, seguindo o caminho do sacerdócio e da vida religiosa entre os jesuítas. No entanto, morreu precocemente, aos 23 anos, quando ainda era seminarista. Foi vítima de uma doença que contraiu enquanto socorria as pessoas durante uma epidemia na cidade de Roma; ou seja, foi um mártir da caridade.  

Essa vida, que parece tão diferente daquilo que seria o ideal de um jovem atual — provavelmente, as pessoas escolheriam como padroeiro da juventude uma pessoa que levou uma vida mais “mundana” —, é realmente exemplar, pelo fato de que São Luís Gonzaga conseguiu, desde a sua mais tenra infância, aquilo que nós esperamos dos jovens: o voltar-se para Deus.

Nós temos uma ideia estereotipada e distorcida de que é próprio do jovem pecar e cometer loucuras, estraçalhando sua vida. Entretanto, devia ser o contrário, pois é próprio do jovem manter a sua vida íntegra e não destruí-la; ter a vitalidade que vem de Deus e não a morte que vem do pecado.

Portanto, Luís Gonzaga, de fato, viveu o verdadeiro ideal da juventude. Ora, desde os cinco anos de idade ele se voltou para Deus, e aos nove consagrou sua castidade a Nossa Senhora. Depois, embora fosse príncipe herdeiro e seu pai o quisesse na carreira militar, esse santo decidiu deixar tudo por Jesus. Teve uma vida de oração tão intensa que, quando meditava sobre o amor de Cristo, as lágrimas corriam abundantemente pelo seu rosto e eram suficientes para encharcar vários lenços. 

Eis a verdadeira alma jovem: de quem sabe que a verdadeira vida não envelhece, mas continua depois da morte. O cristão, mesmo com idade avançada, é sempre jovem, porque, embora esteja às portas da morte, sabe que a vida eterna começa no Céu.

São Luís, através da sua vida de oração, vivia essa juventude, elevando a sua alma a Deus no recolhimento, como Jesus nos ensina nos Evangelhos. Portanto, peçamos hoje a intercessão desse santo extraordinário, a fim de que tenhamos como ele uma alma jovem, que enfrenta a morte sem medo, pois sabe que a vida plena não está neste mundo.

O que achou desse conteúdo?

8
59
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos