CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

231. Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
9, 11b-17)

Naquele tempo, Jesus acolheu as multidões, falava-lhes sobre o Reino de Deus e curava todos os que precisavam.

A tarde vinha chegando. Os doze apóstolos aproximaram-se de Jesus e disseram: "Despede a multidão, para que possa ir aos povoados e campos vizinhos procurar hospedagem e comida, pois estamos num lugar deserto".

Mas Jesus disse: "Dai-lhes vós mesmos de comer". Eles responderam: "Só temos cinco pães e dois peixes. A não ser que fôssemos comprar comida para toda essa gente".
Estavam ali mais ou menos cinco mil homens. Mas Jesus disse aos discípulos: "Mandai o povo sentar-se em grupos de cinquenta".

Os discípulos assim fizeram, e todos se sentaram. Então Jesus tomou os cinco pães e os dois peixes, elevou os olhos para o céu, abençoou-os, partiu-os e os deu aos discípulos para distribuí-los à multidão. Todos comeram e ficaram satisfeitos. E ainda foram recolhidos doze cestos dos pedaços que sobraram.

É com grande júbilo que celebramos hoje a solenidade de Corpus Christi, na qual somos convidados, em união com a santa mãe Igreja, a manifestar com singular alegria e afeto todo o nosso amor e veneração ao sacramento do Corpo e Sangue de Nosso Senhor. Neste augusto mistério, como nos recorda a doutrina cristã, Jesus Cristo está real e substancialmente presente. A Eucaristia, com efeito, além de ser o memorial do sacrifício pascal do Senhor, contém a própria divina pessoa do Nosso Redentor — um dom tão sublime e inefável, pelo qual Deus mesmo se nos oferece como alimento espiritual, que nada de melhor e de mais digno nesse mundo nos poderia ter sido ofertado. Na Eucaristia está resumido e compendiado de forma admirável todo o conjunto da nossa santa fé católica: "a Trindade aí está; a Encarnação aí se prolonga; a Redenção aí se renova; aí se nutre e sustenta a vida da Igreja e das almas; aí se dá a todos nós o penhor da futura imortalidade" (A. Miranda, Doutrina Eucarística). Somos hoje chamados, pois, a renovar a nossa fé em tão sublime mistério e a fazermos da nossa vida cristã uma vida mais eucarística. Comungar com boas disposições, comungar com frequência e fazer sempre, com generosidade, um tempo de ação de graças — eis os três principais propósitos que a Igreja nos chama hoje a fazer. Peçamos ao Senhor Sacramentado que nos dê a força de os pôr em prática, com constância e fidelidade!

Download do Material

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.