Sabemos que muitos de nossos leitores já estão fazendo, em honra a São Miguel, aquela conhecida quarentena penitencial que vai desde o dia da Assunção da Virgem Maria, em 15 de agosto, até a festa desse Santo Arcanjo, em 29 de setembro.

De todo modo, o início do mês de setembro nos convida a renovar ainda mais a nossa devoção ao príncipe da milícia celeste e, por extensão, a todos os anjos que contemplam sem cessar a face do Pai celeste (cf. Mt 18, 10). Não sem razão, o próximo mês de outubro é particularmente dedicado à devoção aos Santos Anjos — como se ao primeiro dos anjos se seguissem, em procissão, todos os coros angélicos.

É justo a eles que se dirigem as saudações abaixo, que compõem o chamado “Rosário de São Miguel” — mais uma forma de fortalecermos nossa amizade com os Santos Anjos, ao mesmo tempo que invocamos sua intercessão, para que nos auxiliem nas batalhas desta vida e preparem nossos corações para a eternidade ao lado de Deus.


℣. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.
℟. Apressai-vos em me socorrer.

℣. Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
℟. Assim como era no princípio, agora e sempre, por todos os séculos dos séculos. Amém.

Primeira saudação
Saudamos o primeiro coro dos Anjos, pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste dos Serafins, para que o Senhor nos torne dignos de sermos abrasados de uma perfeita caridade. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Segunda saudação
Saudamos o segundo coro dos Anjos, pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste dos Querubins para que o Senhor nos conceda a graça de fugirmos do pecado e procurarmos a perfeição cristã. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Terceira saudação
Saudamos o terceiro coro dos Anjos, pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste dos Tronos, para que Deus derrame em nosso coração o espírito de verdadeira e sincera humildade. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Quarta saudação
Saudamos o quarto coro dos Anjos, pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste das Dominações, para que o Senhor nos conceda a graça de dominar nossos sentidos e de nos corrigir das nossas más paixões. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Quinta saudação
Saudamos o quinto coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste das Potestades, para que o Senhor se digne proteger nossa alma contra as ciladas e as tentações do demônio. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Sexta saudação
Saudamos o sexto coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel e do coro admirável das Virtudes, para que o Senhor não nos deixe cair em tentação, mas nos livre de todo mal. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Sétima saudação
Saudamos o sétimo coro dos Anjos, pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro dos Principados, para que o Senhor encha nossa alma do espírito de uma verdadeira e sincera obediência. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Oitava saudação
Saudamos o oitavo coro dos Anjos, pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste dos Arcanjos, para que o Senhor nos conceda o dom da perseverança na fé e nas boas obras, a fim de que possamos chegar a possuir a glória eterna do paraíso. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Nona saudação
Saudamos o nono coro dos Anjos pedindo pela intercessão de São Miguel Arcanjo e do coro celeste de todos os Anjos, para que sejamos guardados por eles nesta vida mortal, para sermos conduzidos por eles à glória eterna do céu. Amém.
Um Pai-Nosso, três Ave-Marias e um Glória.

Quatro Pai-Nossos, em honra de cada um dos Arcanjos e do Anjo da Guarda.

Antífona. — Gloriosíssimo São Miguel, chefe e príncipe dos exércitos celestes, fiel guardião das almas, vencedor dos espíritos rebeldes, amado da casa de Deus, nosso admirável guia depois de Cristo, vós cuja excelência e virtude são eminentíssimas, dignai-vos livrar-nos de todos os males, nós todos que recorremos a vós com confiança, e fazei, pela vossa incomparável proteção, que adiantemos cada dia mais na fidelidade e perseverança em servir a Deus.

℣. Rogai por nós, ó bem-aventurado São Miguel, príncipe da Igreja de Cristo.
℟. Para que sejamos dignos de suas promessas.

Oremos: Deus todo-poderoso e eterno, que, por um prodígio de bondade e misericórdia, para a salvação dos homens escolhestes como príncipe de vossa Igreja o gloriosíssimo São Miguel Arcanjo, tornai-nos dignos, nós Vo-lo pedimos, de sermos preservados de todos os nossos inimigos, a fim de que, na hora de nossa morte, nenhum deles nos possa inquietar, mas que nos seja dado sermos introduzidos por ele na presença da vossa poderosa e augusta majestade, pelos merecimentos de Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amém.