CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

621. A escada da humanidade de Cristo

Celebramos neste dia a festa de São Bartolomeu, um dos doze Apóstolos, identificado como Natanael (seu segundo nome) na narrativa extraída do Evangelho segundo João para a celebração de hoje.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
(Jo
1, 45-51)

Filipe encontrou-se com Natanael e lhe disse: "Encontramos aquele de quem Moisés escreveu na Lei, e também os profetas: Jesus de Nazaré, o filho de José".

Natanael disse: "De Nazaré pode sair coisa boa?" Filipe respondeu: "Vem ver!" Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou: "Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade". Natanael perguntou: "De onde me conheces?" Jesus respondeu: "Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi". Natanael respondeu: "Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel".

Jesus disse: "Tu crês porque te disse: Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!" E Jesus continuou: "Em verdade, em verdade eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem".

Celebramos neste dia a festa de São Bartolomeu, um dos doze Apóstolos, identificado como Natanael (seu segundo nome) na narrativa extraída do Evangelho segundo João para a celebração de hoje. Antes de ser apresentado ao Senhor por Filipe de Betsaida, Bartolomeu duvida a princípio de que Jesus seja de fato o Messias: "De Nazaré pode sair coisa boa?" — pergunta ele, tendo em mente, por certo, as profecias que anunciavam o nascimento de Cristo na região de Judá. O Senhor, porém, toca-lhe o coração, reconhecendo nele um "um israelita de verdade, um homem sem falsidade"; e, uma vez que o pôde trazer à fé, remete-o àquele sonho que Jacó teve a caminho de Harã, na cidade de Betel (cf. Gn 28, 10-22). Jesus identifica-se, pois, com aquela escada que Israel vislumbrou em sonhos e, deste modo, revela que é Ele a casa, o templo de Deus, o ponto em que se unem o céu e a terra.

Não é Jerusalém, ao sul, nem Nazaré, ao norte, mas o próprio Filho do Homem a escada sobre a qual sobem e descem os anjos do Altíssimo, o canal por que recebemos toda bênção e toda graça (cf. Jo 1, 16), pois é apenas nEle, pelo mistério de sua união hipostática, que encontramos o único Mediador perfeitíssimo entre Deus e os homens (cf. 1Tm 2, 5s; Hb 8, 6; 9, 15; 12, 22ss). Eis porque devemos ter à divina humanidade de Nosso Senhor uma terna e entranhável devoção, já que por ela Jesus "é inferior ao Pai (cf. Jo 14, 28) e pela plenitude de sua graça é imensamente superior aos homens" (A. Royo Marín, La Virgen María. Madrid: BAC, 1968, p. 185, n. 144), podendo assim dar-nos acesso Àquele que habita em luz inacessível (cf. 1Tm 6, 16). Roguemos hoje a São Bartolomeu e peçamos-lhe a graça de abrir-nos ao toque do Ressuscitado, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, e às luzes que Ele se digna acender em nossas almas durante a oração.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.