CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt
18, 1-5.10.12-14)

Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: "Quem é o maior no Reino dos Céus?" Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: "Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior do Reino dos Céus. E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe.

Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos".

Na Liturgia da Palavra desta terça-feira, Nosso Senhor abre a seus discípulos um caminho eficaz de santificação: fazer-se criança diante do nosso Deus-Pai. Esta verdade, ninguém a viveu e experimentou mais radicalmente nos últimos tempos do que Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Por isso a Igreja a proclamou Doutora de todos os fiéis, pois esta "pequenina" alma de Lisieux, sendo grande como era, fez-se nada diante de Deus, a Ele se entregando como uma criancinha que, confiando sem pestanejar na bondade e prudência de seu pai, deixa-se conduzir para onde ele bem entender. É o que nós, de nossa parte, devemos procurar fazer: anular-se aos olhos do Senhor, abandonar-se aos seus paternais cuidados com filial e cega confiança, deixar que Ele, conforme for servido, faça de nós o que quiser. "Em verdade vos digo", diz Jesus, "se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus." Tornemo-nos, pois, como pequeninos, com alma cândida e desprendida, com espírito alegre de quem se sabe, pela graça sobrenatural, filho do Altíssimo. Peçamos hoje a Santa Teresinha que nos alcance do seu Amado a graça de, por meio das pequenas mortificações e contrariedades do dia-a-dia, irmos matando o "adulto" altaneiro e soberbo que vive dentro de nós. Que o Senhor nos ajude, enfim, a ser almas de verdadeira estatura espiritual, apoiadas não já no nosso orgulho emproado e tolo, mas somente na sua virtude e força divinas.

Download do Material

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.