CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

480. Não julgueis nem condeneis

Não julgar e não condenar, como nos manda Jesus no Evangelho de hoje, não significa fechar os olhos ao mal que há no mundo e jamais repreender os que estão no erro e no pecado.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
6, 36-38)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso. Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados. Dai e vos será dado. Uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante será colocada no vosso colo; porque com a mesma medida com que medirdes os outros, vós também sereis medidos".

O Evangelho desta segunda-feira é um apelo claro a que abandonemos a mesquinhez, a mediocridade, a estrita e cômoda "justiça" em nosso relacionamento seja com Deus, seja com o irmão, e adotemos uma "boa medida, calcada, sacudida", quer dizer, abundante, generosa, transbordante. Pois é assim que o Senhor mesmo nos trata; Ele não se deixa vencer em generosidade: está sempre disposto a nos dar muito mais do que Lhe pedimos e merecemos. A Deus, com efeito, não lhe basta o que por direito Lhe é devido; antes, deseja que, como filhos muito amados e objetos constantes de seu perdão e paciência, O amemos de todo coração, de toda nossa alma, com todo o nosso ser. É por isso que não devemos julgar nem condenar, porque o próprio Deus, que quer configurar-nos à imagem de seu Filho único, suporta as ofensas que dia após dia Lhe dirigimos. Hoje, em nossa oração íntima, peçamos ao Senhor que nos faça lembrar de que vivemos a todo instante de sua misericórdia e paciência, razão pela qual temos o dever de, com um espírito grato e generoso, perdoar aos nossos inimigos e rezar, sim, pela salvação eterna dos que nos fazem mal. Jamais percamos de vista que, se exigimos dos Céus a justa condenação dos que nos perseguem, seremos nós os primeiros a receber a sentença devida às nossas muitas transgressões.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.