CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

O dilúvio do tempo

“Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem. Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles”.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 17, 26-37)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Como aconteceu nos dias de Noé, assim também acontecerá nos dias do Filho do Homem. Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles. Acontecerá como nos dias de Ló: comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam. Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma, Deus fez chover fogo e enxofre do céu e fez morrer todos. O mesmo acontecerá no dia em que o Filho do Homem for revelado. Nesse dia, quem estiver no terraço, não desça para apanhar os bens que estão em sua casa. E quem estiver nos campos não volte para trás. Lembrai-vos da mulher de Ló. Quem procura ganhar a sua vida vai perdê-la; e quem a perde vai conservá-la. Eu vos digo: nesta noite, dois estarão numa cama; um será tomado e o outro será deixado. Duas mulheres estarão moendo juntas; uma será tomada e a outra será deixada. Dois homens estarão no campo; um será levado e o outro será deixado”. Os discípulos perguntaram: “Senhor, onde acontecerá isso?” Jesus respondeu: “Onde estiver o cadáver, aí se reunirão os abutres”.

1. Assim hoje como nos dias de Noé… — No Evangelho de hoje, Jesus nos fala de sua vinda surpreendente e de como precisamos estar pronto para nos encontrar com Ele. Para isso, Jesus faz menção aos acontecimentos do tempo de Noé, quando a vida era normal e corriqueira: “Eles comiam, bebiam, casavam-se e se davam em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então chegou o dilúvio e fez morrer todos eles” (v. 27). A primeira coisa para a qual Jesus está nos chamando a atenção é o fato de as pessoas viverem nesse mundo desapercebidas do quanto ele é transitório e passageiro — ou seja, algo absurdo. E, no entanto, parece que nos dias de hoje essa desatenção é ainda maior no coração do homem. Senão vejamos. Para nós, homens modernos, o que é a verdade? É aquilo que é material, sólido, palpável; é aquilo que eu posso levar ao laboratório, que eu posso medir, pôr na balança ou observar ao microscópio. Só é real e verdadeiro o que é material e palpável. Quanto ao espiritual… é “invenção” da sua cabeça!

2. A transitoriedade da vida. — Ora, nós não damos conta de que, com essa atitude, estamos construindo nossa casa sobre a areia. Por quê? Porque, se existe uma verdade certa e científica, é o fato de que tudo o que é material é, por isso mesmo, passageiro. Sim, aquilo que nós antes queríamos e pelo qual lutávamos, de repente, morre, apodrece, fenece, murcha. Até os nossos corpos vão-se desfazendo. Aquela pessoa, antes bonita e cheia de saúde, com quem você se casou é agora uma velhinha, um velhinho… Se você se casou por causa do corpo, então se casou mal! Pois bem, assim como no tempo de Noé, as pessoas hoje ainda se casam e se dão em casamento, vivem, comem e bebem, entregues a realidades materiais na ilusão de que nada disso há de passar. Daí o culto exagerado à própria saúde, aos cuidados do corpo… Ora, tudo isso há de passar, assim como passou nos tempos de Noé, quando ele entrou na arca e, então, chegou o dilúvio e fez morrer a todos. Não é necessário que venha outro dilúvio; basta que o tempo passe e o relógio vá marcando tic-tac, tic-tac

3. O único que não passará. — Sim, vai chegar, vai chegar o dia em que você terá de comparecer diante do trono de Deus. O tempo passa, o mundo fenece, esta vida se avelhenta, e o que será de você? Jesus disse um dia a S. Marta: “Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada” (Lc 10, 41s). Uma única coisa! Paremos para pensar nisso, bem concretamente. A única que coisa que você pode fazer no dia de hoje que não lhe será tirado é o que você fizer por amor a Deus, por Cristo, com Cristo e em Cristo. Eis o único que não lhe será tirado. O resto — tudo! —, você vai perdê-lo absolutamente; mas, se você tiver entregado tudo a Jesus, você poderá reencontrar tudo nele. Um dia, você perderá sua esposa ou seu marido; mas, se o entregar a Cristo, você o reencontrará em Cristo. Um dia, você perderá a saúde; mas, se a entregar a Cristo, você a reencontrará em Cristo. Nele, iremos reencontrar tudo! O nosso relacionamento e amizade com Nosso Senhor é, portanto, o nosso único necessário. Apenas isso, unicamente isso — eis o que não nos será tirado.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.