CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Santa Teresinha e o sacerdócio

“Convivi, durante um mês, com muitos santos sacerdotes, e vi que se sua sublime dignidade os eleva acima dos Anjos, nem por isso eles deixam de ser homens, fracos e frágeis… Se santos sacerdotes [...] mostram em sua conduta que têm extrema necessidade de orações, que dizer dos que são tíbios?”

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Santa Teresa d’Ávila havia reformado o Carmelo para rezar pelos sacerdotes. Mas a pequena Teresa do Menino Jesus não entendia o porquê disso. Pela educação católica que recebera, sua impressão dos padres sempre tinha sido a mais elevada possível. Ela os tinha na conta de homens angélicos, divinos até, com almas “mais puras que o cristal”. Ter de rezar por eles parecia-lhe “estranho”.

Até que a jovem foi a uma peregrinação na Itália, onde passou alguns dias na intimidade de vários padres, e então ela compreendeu: “Se sua sublime dignidade os eleva acima dos Anjos, nem por isso eles deixam de ser homens, fracos e frágeis”.

Nesta homilia, às vésperas do sesquicentenário (150.º) de nascimento de Santa Teresinha, Pe. Paulo Ricardo conta como a florzinha do Carmelo foi crescendo no conhecimento do sacerdócio e explica por que esta santa — nas palavras do Papa Bento XV — é tão importante para “ensinar os padres a amar Jesus”.

Esta homilia foi feita no dia 11 de dezembro de 2022, 3.º Domingo do Advento, durante Missa matutina na Paróquia Cristo Rei, de Várzea Grande (MT). Na ocasião, o neo-sacerdote Pe. Pedro Ferreira Faustino rezava sua primeira Missa.

Material para Download
Texto do episódio
Material para download
Comentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

76episódios