CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Aproveite a nossa maior promoção do ano!

Descontos regressivos:
quanto antes você assinar, maior o desconto. A partir de 45% na assinatura anual.

  • Descontos diminuem com o tempo;
  • Quanto antes você assinar, maior o desconto;
  • Mais de 40 cursos à sua disposição;
  • Acesso a transmissões exclusivas para alunos;
Assine agora
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
( Lc
7, 1-10)

Naquele tempo, quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum. Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte.

O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado.

Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: "O oficial merece que lhe faças este favor, 5porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga".

Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: "Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente a teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um: 'Vai!', ele vai; e a outro: 'Vem!', ele vem; e ao meu empregado 'Faze isto!', e ele o faz".

Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: "Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé". Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.

O que a cura do servo do centurião romano tem de característico é que Jesus a realiza à distância devido à daquele humilde patrão. É o que nós, bem-aventurados sem termos visto, vivemos desde a Ascensão do Senhor aos céus. Com efeito, além da hora da comunhão, não temos nenhuma outra ocasião de sermos tocados por Ele como o foram tantos e tantos doentes que, pelos caminhos de Israel, O viram fazendo o bem a quantos Lhe cruzavam o passo. No entanto, como ouvimos no Evangelho de hoje, Cristo pode, de um modo especial, nos tocar e operar em nós maravilhas se, com humildade, crermos nEle: bastou, de fato, e confiança do centurião para que o servo adoentado, sem nem fazer ideia, fosse visitado e "tocado" por Jesus. "Eu vos declaro", diz, "que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé". E naquele instante mesmo o criado recobrou a saúde. Deixemos, pois, que o Senhor se una a nós pela e venha limpar as nossas chagas e curar nossas feridas. Permitamos que Ele entre em nosso coração e, segundo o seu beneplácito, ali deposite as riquezas de sua graça santificante.

Material para Download
Texto do episódio
Material para download
Comentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.