CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 28, 8-15)

Naquele tempo, as mulheres partiram depressa do sepulcro. Estavam com medo, mas correram com grande alegria, para dar a notícia aos discípulos. De repente, Jesus foi ao encontro delas, e disse: “Alegrai-vos!” As mulheres aproximaram-se, e prostraram-se diante de Jesus, abraçando seus pés.

Então Jesus disse a elas: “Não tenhais medo. Ide anunciar a meus irmãos que se dirijam para a Galileia. Lá eles me verão”. Quando as mulheres partiram, alguns guardas do túmulo foram à cidade e comunicaram aos sumos sacerdotes tudo o que havia acontecido. Os sumos sacerdotes reuniram-se com os anciãos e deram uma grande soma de dinheiro aos soldados, dizendo-lhes: “Dizei que os discípulos dele foram durante a noite e roubaram o corpo, enquanto vós dormíeis. Se o governador ficar sabendo disso, nós o convenceremos. Não vos preocupeis”.

Os soldados pegaram o dinheiro e agiram de acordo com as instruções recebidas. E assim, o boato espalhou-se entre os judeus, até o dia de hoje.

Na Oitava de Páscoa vivemos a mesma alegria que tomou conta dos nossos corações no Domingo da Ressurreição do Senhor. Por esse motivo, a Liturgia dos próximos dias nos fará contemplar as diversas aparições do Ressuscitado aos seus discípulos. Mas por que, podemos perguntar-nos, Jesus faz questão de aparecer somente aos que já o seguiam? A resposta a essa pergunta está no fato de que, com a morte de Cristo na Sexta-feira Santa, morreu também a fé dos Apóstolos. Foi só o Coração de Maria SS. que permaneceu fiel, crendo até o fim quando ninguém mais, na Igreja então nascente, tinha ânimo para crer e esperar. Por isso, o Senhor se mostrará aos discípulos ao longo de quarenta dias com o fim de ressuscitar-lhes a fé que outrora tiveram. No Evangelho de hoje, de modo particular, Ele aparece às santas mulheres, que o foram buscar onde Ele já não se encontrava: no meio dos mortos. E a primeira coisa que lhes diz o Ressuscitado é: “Alegrai-vos!” Mas não se trata de uma alegria passional, dependente das disposições tão passageiras dos nossos sentidos ou sentimentos. A alegria pascal, a alegria de saber que a Vida venceu a morte, é antes de tudo fruto do Espírito. Ora, a alegria é a primeira reação de quem saber ser amado, e que amor maior podemos esperar que o de Deus, morto e humilhado para que, renascidos a uma vida nova e melhor, fôssemos exaltados no céu? Ele, que nos amou como ninguém, está vivo: eis a alegria que Ele quer infundir hoje em nossas almas. Que essa alegria, a mais profunda e verdadeira, nos leve a confessar sempre, sem temores vãos nem respeitos mundanos: Cristo ressuscitou verdadeiramente!

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.