CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

582. A filha de Jairo e a nossa comunhão

Depois de ser expulso da cidade dos gadarenos, Jesus retorna a Cafarnaum e realiza ali dois milagres muito conhecidos: a cura da hemorroíssa e a ressurreição da filha de Jairo. Estes dois prodígios, além de expressarem o poder e a missão do Senhor, simbolizam também as duas disposições com que temos de receber a Jesus sacrame...

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt
9, 18-26)

Enquanto Jesus estava falando, um chefe aproximou-se, inclinou-se profundamente diante dele, e disse: "Minha filha acaba de morrer. Mas vem, impõe tua mão sobre ela e ela viverá".

Jesus levantou-se e o seguiu, junto com os seus discípulos. Nisto, uma mulher que sofria de hemorragia há doze anos veio por trás dele e tocou a barra do seu manto. Ela pensava consigo: "Se eu conseguir ao menos tocar no manto dele, ficarei curada". Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse: "Coragem, filha! A tua fé te salvou". E a mulher ficou curada a partir daquele instante.

Chegando à casa do chefe, Jesus viu os tocadores de flauta e a multidão alvoroçada, e disse: "Retirai-vos, porque a menina não morreu, mas está dormindo". E começaram a caçoar dele. Quando a multidão foi afastada, Jesus entrou, tomou a menina pela mão, e ela se levantou. Essa notícia espalhou-se por toda aquela região.

O Evangelho narra-nos hoje dois milagres de Nosso Senhor: de um lado, a cura da hemorroíssa; de outro, a ressurreição da filha de Jairo. Assistimos aqui, na cidade de Cafarnaum, a uma turba alvoroçada e desejosa de ver os portentos dAquele taumaturgo, cuja fama, comprovada pelos inúmeros prodígios relatados, já se espalhara pela região. Muitos se acotovelam impacientes para poder tocar em Jesus, no qual, ainda que o pareça, não crêem sinceramente; movidos mais por curiosidade que por fé, desejam apenas ter o que admirar e contar aos vizinhos. Só uma mulher, dentre toda aquela gente, tem fé o bastante para merecer ouvir do Salvador: "Coragem, filha! A tua fé te salvou". Vemos neste episódio muito bem retratada a situação em que infelizmente se encontram tantos fiéis: apressam-se nas igrejas para ir à fila da comunhão, recebem a Cristo sacramentado — muitas vezes sem reverência e recolhimento — e voltam-se para seus bancos, indiferentes ao Corpo em que tocaram, ao Sangue que beberam, ao Hóspede que receberam.

Mas o Senhor, que nos chama amigos e quer ter conosco verdadeira intimidade, ressuscita em seguida a filha de Jairo; e para indiciar o recolhimento com que O temos de tratar, leva consigo ao quarto da menina os dois discípulos prediletos: São João e São Pedro, em quem ficaram gravadas para sempre as palavras que ali ouviram: "Talítha kum!" (cf. Mc 5, 41). Que também nós possamos corresponder a este desejo de Jesus de recebê-lO na Eucaristia com fé, reverência, silêncio e recolhimento. Deixêmo-lO conduzir-nos ao quarto das nossas enfermidades, ao aposento escondido do nosso coração; ouçamos o que Ele nos tem a dizer e demos-Lhe toda a liberdade para curar-nos, ressuscitar-nos, trazer-nos de volta à vida da graça, se desgraçadamente a perdemos. Seja este, pois, o nosso propósito para o dia de hoje — comungar com fé e devoção, reservando um tempo generoso para estar aos pés de Cristo, em diálogo íntimo, franco e amoroso.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.