CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 8, 5-11)

Quando Jesus entrou em Cafarnaum, um centurião aproximou-se dele, suplicando:”Senhor, o meu criado está de cama, lá em casa, paralisado e sofrendo demais”. Ele respondeu: “Vou curá-lo”. O centurião disse: “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa. Diz uma só palavra e o meu criado ficará curado. Pois eu, mesmo sendo subalterno, tenho soldados sob as minhas ordens; e se ordeno a um: ‘Vai’, ele vai, e a outro: ‘Vem’, ele vem; e se digo ao meu escravo: ‘Faz isto’, ele faz”.

Ao ouvir isso, Jesus ficou admirado e disse aos que o estavam seguindo: “Em verdade, vos digo: em ninguém em Israel encontrei tanta fé. Ora, eu vos digo: muitos virão do oriente e do ocidente e tomarão lugar à mesa no Reino dos Céus, junto com Abraão, Isaac e Jacó”.

Celebramos hoje a memória de S. Francisco Xavier, o maior missionário que, depois de S. Paulo, o mundo já viu. Conhecido como Apóstolo do Oriente, S. Francisco levou a luz da fé cristã ao Japão e a inúmeros povos da Índia. Amigo e colaborador de S. Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, foi canonizado menos de cem anos após sua morte e, em 1927, honrado pelo Papa Pio XI com o título de padroeiro universal das missões. A vida deste santo espanhol, além de ser um modelo de zelo pela salvação das almas, sobretudo das que se encontram mais distantes do Senhor, deve recordar-nos neste Advento daquele a quem esperamos receber no Natal: Jesus Cristo, que veio ao mundo por sua Encarnação e que agora, ao longo deste tempo da Igreja, quer chegar às almas através da palavra e do testemunho de seus fiéis. S. Francisco Xavier, nesse sentido, foi um desses instrumentos eleitos por Deus para fazer ressoar na consciência de milhares de pessoas o chamado evangélico à conversão, a esse “dar-se conta” de que Jesus, de um modo misterioso, já se encontra no íntimo de todo coração, mas deseja ser “descoberto” para ali reinar como em seu castelo e ser adorado como Deus e Senhor. Ele, que ao mesmo tempo está presente em nós e vem ao nosso encontro por meio da pregação, espera ardentemente que acolhamos a sua visita nunca passageira e sempre permanente, agradecendo-lhe por ter estado conosco desde o início, ainda que não o soubéssemos. — Que S. Francisco Xavier, que levou a tantas as almas a alegria de saber-se habitado por Cristo, interceda por nós e, por seus merecimentos e preces, nos alcance de Deus todo-poderoso a graça de reconhecermos o Senhor que em nós vive, habita e reina.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.