CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

471. Quinta-feira depois das Cinzas da Quaresma

A Quaresma é um tempo propício para nos lembrarmos de uma verdade que tem sido cada vez mais abafada e deixada de lado: não há Ressurreição sem as dores da Paixão e a morte na Cruz.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
9, 22-25)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia".

Depois Jesus disse a todos: "Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz cada dia e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará.

Com efeito, de que adianta a um homem ganhar o mundo inteiro, se se perde e se destrói a si mesmo?"

Sabendo que para chegar à glória da Ressurreição era necessário subir primeiro as asperezas do Calvário, Jesus decide-se, no contexto do Evangelho de hoje, a partir para Jerusalém, onde, rejeitado pelos seus e entregue aos gentios, será torturado, humilhado e morto. "O Filho do Homem", diz aos discípulos, "deve sofrer muito"; o mesmo tom se encontra, vencida por fim a morte, em sua repreensão a Cléofas e seu companheiro de viagem: "Porventura não era necessário que Cristo sofresse essas coisas" (Lc 24, 26). O Senhor nos revela, assim, o vínculo indissolúvel, misteriosamente necessário, que, nos desígnios de Deus, une o padecimento à libertação, o sofrimento à alegria, a Páscoa à Ressurreição. É esta verdade que está por trás do chamado de Jesus a que, como seguidores e discípulos seus, nos associemos às dores que Ele, por amor a nós, dignou-se suportar: "Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz cada dia e siga-me"; para os que se querem de Cristo, portanto, e esperam alcançar um dia a bem-aventurança eterna, não há outro caminho senão o do sofrimento, da renúncia, da entrega de si mesmo por amor ao Senhor e àqueles, nossos irmãos, nos quais Ele próprio se faz presente: "Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará".

Que nesta Quaresma saibamos, ajudados pela graça, a viver nossos exercícios de penitência com sincero espírito de reparação das faltas com que ofendemos a Deus, a fim de que, configurados cada vez mais ao Senhor Crucificado, possamos um dia participar da glória de sua Ressurreição. Peçamos, pois, à Virgem Santíssima que, por sua intercessão, nos faça cristãos firmes e abnegados, mortos para o próprio egoísmo e, portanto, bem dispostos para entrar na Páscoa que o Pai nos tem reservada.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.