CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 10,38-42)

Naquele tempo, Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor, e escutava a sua palavra. Marta, porém, estava ocupada com muitos afazeres. Ela aproximou-se e disse: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe sozinha, com todo o serviço? Manda que ela me venha ajudar!” O Senhor, porém, lhe respondeu: “Marta, Marta! Tu te preocupas e andas agitada por muitas coisas. Porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte e esta não lhe será tirada”.

O Evangelho de hoje é o evangelho de Marta e de Maria. Jesus, hospedado na casa dessas duas irmãs, chama a atenção de Marta: “Tu te inquietas e te agitas com muitas coisas; uma só coisa é necessária”.

Muitas vezes se interpreta este Evangelho como uma contraposição entre a vida contemplativa e a vida ativa, mas existe algo de muito mais profundo aqui. O problema de Marta não é ela ser ativa; o problema de Marta é ela não ter o foco no único necessário, e isto é verdadeiramente algo que Jesus precisava corrigir, para que Marta não se perdesse. 

Enxerguemos isso na nossa vida. Eu sei que você ama Jesus, eu sei que você quer ir para o Céu; mas o fato é o seguinte: você se esquece daquilo que é o mais importante na sua vida. Ora, nós estamos aqui nesta vida para ir para o Céu, e não há outra coisa; o resto é detalhe, o resto é adereço. Nós estamos aqui nesta vida para nos unir a Jesus e, nos unindo a Ele, chegar ao Céu. Essa é a única coisa necessária e, como diz Jesus, é a única que não nos será tirada.

Com o que você se preocupa? Com o que você ocupa o seu tempo o dia inteiro? Se você passa o tempo todo pensando em dinheiro, o dinheiro vai ser tirado de você.

Coloque-se no momento da morte. De que vai adiantar?… Quanta gente preocupada em ganhar dinheiro! Mas esse dinheiro não vai lhe dar mais vida e, o que é pior, depois desta vida o dinheiro não irá subsistir.

A pessoa se preocupa com a saúde. Claro, é bom, é justo que você cuide da sua saúde; mas você vai perdê-la. Lembre-se disso. Casa, comida, tantas coisas… tudo aquilo com que nós nos preocupamos e nos agitamos, tudo isso nos será tirado.

Não é necessário que você, agora, de repente, se faça um monge e vá para um mosteiro, renunciando a tudo para ser santo; mas é necessário que todos nós sejamos, de alguma forma, monges; ou seja, de alguma forma focados nesse único necessário, que não nos será tirado: o relacionamento com Jesus.

Então, se nós estivermos focados nesse único necessário, poderemos estar no meio das panelas da cozinha, poderemos realizar os nossos deveres do dia a dia, obedecendo aos Mandamentos de Deus, cumprindo nossos deveres de estado, cuidando da esposa, do esposo, dos filhos, trabalhando, pagando dívidas, cuidando da saúde, tudo isso…

Você pode realizar tudo isso olhando constantemente para aquele foco, para aquele único necessário. Fazer tudo com atos de amor, atos de um verdadeiro voltar-se para o único necessário. É olhar para esse mundo com outros olhos.

A grande diferença entre Marta e Maria não é que uma é mais ativa e a outra, mais contemplativa. A grande diferença entre Marta e Maria é o fato de que nós, nas atividades desta vida, precisamos contemplar o único necessário o tempo todo.

Esquecer isso é uma grande ingratidão e uma grande tragédia. Jesus é Deus e veio a este mundo para nos levar para viver a sua felicidade. Para isso Ele pagou um alto preço: morreu por nós na Cruz. Ele derramou o seu sangue para que nós participássemos da sua felicidade, a felicidade do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Que ingratidão imensa sermos amados assim e sermos esquecidos assim, esquecidos do único necessário.

O que achou desse conteúdo?

0
0
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos