CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

1098. Só uma coisa te falta...

“Uma só coisa te falta”, diz Jesus ao jovem rico: “Vai e desapega-te de ti e de tudo”. Porque uma folha, ainda que tenha vida por estar unida aos ramos, não pode alçar voo se continuar presa à árvore: assim também, para sermos santos, precisamos morrer para o mundo e deixar que o Espírito nos eleve e conduza aonde quiser.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
(Mc 10, 17-27)

Naquele tempo, quando Jesus saiu a caminhar, veio alguém correndo, ajoelhou-se diante dele, e perguntou: “Bom Mestre, que devo fazer para ganhar a vida eterna?”

Jesus disse: “Por que me chamas de bom? Só Deus é bom, e mais ninguém. Tu conheces os mandamentos: não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe!”

Ele respondeu: “Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude”. Jesus olhou para ele com amor, e disse: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me!”

Mas quando ele ouviu isso, ficou abatido e foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico. Jesus então olhou ao redor e disse aos discípulos: “Como é difícil para os ricos entrar no Reino de Deus!”

Os discípulos se admiravam com estas palavras, mas ele disse de novo: “Meus filhos, como é difícil entrar no Reino de Deus! É mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus!”

Eles ficaram muito espantados ao ouvirem isso, e perguntavam uns aos outros: “Então, quem pode ser salvo?” Jesus olhou para eles e disse: “Para os homens isso é impossível, mas não para Deus. Para Deus tudo é possível”.

No Evangelho de hoje, assistimos à cena já conhecida do jovem rico. Aproxima-se de Cristo um rapaz que desde a meninice guarda fielmente os Mandamentos: “Não matarás; não cometerás adultério; não roubarás; não levantarás falso testemunho; não prejudicarás ninguém; honra teu pai e tua mãe”. Ao saber disto, Jesus o olha com carinho, amando-o, e diz-lhe com toda simplicidade: “Só uma coisa te falta: vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois vem e segue-me”. O que pede o Senhor a esse jovem virtuoso e cheio da graça de Deus, já que era objeto do amor de Cristo, é que ele, além de cumprir com os Mandamentos, busque também crescer no amor. O problema é que, ao contrário do que às vezes se pensa, o caminho do amor é negativo, e não positivo. Porque o amor cristão não consiste em fazer muitas coisas, como se tentássemos provar a Deus o quanto o amamos; antes, a santidade começa pelo desprendimento de tudo o que nos liga à terra e nos impede de ser elevados ao céu pelo sopro do Espírito Santo: “Vai, vende tudo o que tens e dá aos pobres”, desfazendo-te de ti mesmo, pois só assim “terás um tesouro no céu”, para onde te elevarei, não por teus méritos, mas pela minha graça. Poderíamos ainda comparar o jovem rico com uma folha viçosa e cheia de vida, mas que não voa, por estar presa aos ramos. A folha não irá alçar voo por um esforço seu, pois isto está além de sua natureza, mas apenas quando se desprender da árvore e deixar-se levar pelo vento. Assim é a santidade cristã: se não guardamos os Mandamentos, somos folha seca e dura, lançada ao pé da árvore, que nem vive nem o vento levanta; se os guardamos, somos folha verde e viva, mas que ainda está presa ao tronco; se, além de os guardar, nos desligamos também dos laços e afetos do mundo, somos folha livre e solta, que o Espírito conduz aonde quiser: “Vai, vende tudo o que tens. Depois vem e segue-me”. Que nos deixemos atrair por esse grande amor que é Nosso Senhor Jesus Cristo. Guardando a sua palavra, desapeguemo-nos dos amores falsos e pálidos desta vida e deixemos que o sopro do Espírito nos leve de uma vez para as alturas da caridade: “Para Deus tudo é possível”!

Download do Material
Texto do episódioDownloadsComentários

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.