CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Confira a história em quadrinhos de Nossa Senhora de Fátima!

Texto do episódio
30

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
(Mc 3, 1-6)

Naquele tempo, Jesus entrou de novo na sinagoga. Havia ali um homem com a mão seca. Alguns o observavam para ver se haveria de curar em dia de sábado, para poderem acusá-lo. Jesus disse ao homem da mão seca: “Levanta-te e fica aqui no meio!” E perguntou-lhes: “É permitido no sábado fazer o bem ou fazer o mal? Salvar uma vida ou deixá-la morrer?” Mas eles nada disseram. Jesus, então, olhou ao seu redor, cheio de ira e tristeza, porque eram duros de coração; e disse ao homem: “Estende a mão”. Ele a estendeu e a mão ficou curada. Ao saírem, os fariseus com os partidários de Herodes, imediatamente tramaram, contra Jesus, a maneira como haveriam de matá-lo.

No Evangelho de hoje, Jesus cura um homem de sua mão seca em um dia de sábado, indicando para nós que Deus não está propriamente descansando nesse dia.

No livro do Gênesis, temos a narrativa da Criação, onde Deus cria o mundo em seis dias. No sexto dia, Ele faz o homem e, vendo que tudo era muito bom, descansa no sétimo dia. Assim foi instaurada a festa do sábado, que era uma forma de os judeus, em todas as semanas, comemorarem a Criação e se recordarem dessa realidade maravilhosa de que Deus tudo criou. Mas, uma obra mais importante do que a Criação é a Redenção, que nós, cristãos recordamos em cada festa da Páscoa. 

De nada adiantaria termos nascido se não tivéssemos sido redimidos; de nada adiantaria termos sido criados se não tivéssemos tido um Redentor para abrir as portas do Céu a nós.
Portanto, a partir da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, sendo esta ocorrida no domingo, nós podemos contemplar e comemorar a Redenção, uma obra maior do que a Criação. Nós somos redimidos, ou seja, nossa razão de ser não está apenas neste mundo, que nos dá uma felicidade passageira. Temos uma outra vida, a vida com Deus, com uma felicidade perfeita e plena.

Diante dessa realidade, já não comemoramos a obra da Criação no sábado, e sim a obra da Redenção no domingo. Deus fez o mundo em seis dias e descansou no sábado. Porém, com o pecado do homem, Ele saiu do seu descanso, de modo que temos agora um “oitavo dia”. Obviamente, a semana tem cronologicamente apenas sete dias; entretanto, o oitavo dia é uma obra sobrenatural em que Deus vem ao nosso encontro para nos salvar. 

Assim como Jesus curou o homem de sua mão seca, quebrando o descanso do sábado, Deus também quer que sejamos curados de nossas enfermidades e de nossos pecados. Essa é a obra da Redenção, o “oitavo dia”, em que o Senhor sai de seu descanso e vem em busca do homem para salvá-lo, para transformar seu coração e ajudá-lo a amar como Ele amou.

O que achou desse conteúdo?

3
0
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos