CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Conheça os sacramentos da Igreja com o Padre Paulo Ricardo

Texto do episódio
31

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 18, 1-5.10.12-14)

Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior no Reino dos Céus. E quem recebe em meu nome uma criança como esta é a mim que recebe.
Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus. Que vos parece? Se um homem tem cem ovelhas, e uma delas se perde, não deixa ele as noventa e nove nas montanhas, para procurar aquela que se perdeu? Em verdade vos digo, se ele a encontrar, ficará mais feliz com ela, do que com as noventa e nove que não se perderam. Do mesmo modo, o Pai que está nos céus não deseja que se perca nenhum desses pequeninos”.

Hoje, por ser dia 15 de agosto, nós deveríamos estar celebrando a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora aos Céus. Mas, aqui no Brasil, essa festa é transferida para o domingo seguinte, a fim de que os fiéis tenham a oportunidade de celebrá-la com toda a solenidade que lhe é devida.

No Evangelho de hoje, os discípulos perguntam a Jesus quem é o maior do Reino dos Céus e Jesus responde que é aquele que é humilde e pequenino. Ora, exatamente no dia 15 de agosto, Assunção de Nossa Senhora, este Evangelho nos inspira a olharmos para o fato de que a Virgem Maria é a maior no Reino dos Céus. Obviamente, nós estamos dizendo que ela é a maior entre as criaturas, porque o próprio Nosso Senhor Jesus Cristo, o Deus que se fez homem, é o maior de todos no Reino dos Céus, mas, pelo fato de ser uma pessoa divina, não podemos dizer propriamente que Ele seja uma criatura, embora seu corpo e sua alma tenham sido criados.

Mas podemos, sim, dizer que a Virgem Maria, de todas as criaturas, é a que mais foi exaltada. Por quê? Porque quem se humilhar será exaltado, e quem se exaltar será humilhado. Esta é a lei espiritual: quanto mais nós nos rebaixarmos e nos humilharmos diante da poderosa Mão de Deus, mais nós estaremos realizando aquilo que é a nossa vocação. O caminho para o Céu é trilhado quando nos humilhamos e nos rebaixamos. 

Existem duas formas de exercer a humildade: i) uma humildade que é simplesmente o reconhecimento da nossa miséria enquanto criaturas, de que somos nada diante de Deus. Essa humildade é verdadeira, mas é como uma luz fria. ii) já a segunda forma de humildade é como uma luz quente, que nos atrai: é a humildade de Jesus, Deus Soberano, Criador do Céu e da terra, que, por amor a nós, se humilhou e se rebaixou. Essa segunda forma de humildade nos atrai a fazermos o mesmo por Nosso Senhor: retribuir o seu amor, amando-o e nos humilhando por Ele. Certamente, essa foi a maior forma de humildade da Virgem Maria.

No Cântico do Magnificat, ela diz: “Deus olhou para a humildade de sua serva”; e a grande humildade de Maria provinha do seu amor a Jesus, do amor de se rebaixar com Ele, do amor da vida de Nazaré, do amor de estar escondida com Ele.

Sim, Deus se humilhou por nós, e a nossa alegria está em nos humilharmos por Ele. Por isso, enquanto os discípulos brigam pelos primeiros lugares, para alcançar um lugar de glória no Reino dos Céus, Jesus lhes responde: “Quem é maior no Reino dos Céus? É aquele que se rebaixou, aquele que se humilhou, aquele que se fez pequenino”.

Jesus não nomeou expressamente qual pessoa é a maior no Reino dos Céus. No entanto, nós sabemos que é Maria, por ser esse grande modelo de humildade. A Virgem Maria é a antípoda de Lúcifer. Lúcifer, que foi criado tão grande, por se exaltar, foi rebaixado e precipitado no fundo do inferno; Maria, por ser tão pequena e humilde, foi exaltada e hoje está na glória do Céu, muito acima de todos os anjos, intercedendo ao Seu Filho Jesus.

Por isso, olhando para a humildade dessa mulher hoje tão exaltada na Assunção, nós queremos pedir a Virgem da Glória, que nos ensine o caminho da humildade.

O que achou desse conteúdo?

3
1
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos