CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio
41

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 18,1-5.10)

Naquela hora, os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: “Quem é o maior no Reino dos Céus?” Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: “Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus. Quem se faz pequeno como esta criança, esse é o maior no Reino dos Céus. E quem recebe em meu nome uma criança como esta, é a mim que recebe. Não desprezeis nenhum desses pequeninos, pois eu vos digo que os seus anjos nos céus veem sem cessar a face do meu Pai que está nos céus”. 

Com grande gratidão celebramos hoje os Santos Anjos da Guarda. A gratidão é enorme por quê? Porque os santos anjos são um dom especialíssimo de Deus e de sua Providência.

Sim, Deus rege o universo. Ele governa tudo, cada pequeno detalhe de nossa vida tem uma marca da Providência divina. O nosso Providentíssimo Deus está em tudo, mas Ele quer governar o universo também ajudado por suas criaturas.

É uma das coisas mais lindas e mais extraordinárias. Deus quer nos dar presentes, mas Ele quer que outras pessoas sejam presentes para nós além dele mesmo. Assim, Ele criou pessoas para serem um presente para nós.

Uma dessas pessoas é o nosso anjo da guarda. O anjo da guarda é uma pessoa. Não é uma pessoa humana, é uma pessoa angélica, sim. Um anjo, puro espírito, não tem corpo, mas é de uma natureza muito superior à nossa.

Os anjos, mesmo os que são de hierarquias inferiores, ou seja, do coro dos anjos que não são tão gloriosos como os querubins e os Serafins lá do alto, são ainda assim muito maiores do que nós e, muito mais gloriosos, contemplam a Deus face a face. Pois bem, estas criaturas, pessoas santas, muitíssimo santas e humildes, aceitam de Deus a missão de estar do nosso lado para cuidar de nós.

Imagine-se que coisa extraordinária, pessoas melhores do que nós em tudo a nos servirem humildemente! Meus queridos, que gratidão imensa no dia de hoje, em que somos chamados a ter devoção ao nosso anjo da guarda.

Por que ter devoção ao anjo da guarda? A primeira razão é que ele tem devoção a você, ou seja, ele devota e piedosamente cuida de você; ele constantemente vela por você, sem cessar. Você até pode se esquecer do seu anjo da guarda, mas ele não se esquece de você. Ele está focado em você e na missão de o levar para o Céu.

Então, vamos, no dia de hoje, glorificar a Deus e agradecer-lhe este santo companheiro, posto ao nosso lado para cuidar de nós, para zelar por nós no nosso dia a dia.

Abramo-nos às inspirações do nosso anjo da guarda, porque ele é instrumento de Deus. As graças do Espírito Santo e as luzes divinas que Deus quer nos dar vêm através do nosso santo anjo. Os nossos santos anjos nos entregam graças e são mensageiros. Sim, podemos imaginar o Céu e a terra ligados por uma grande escadaria, que é Jesus, comparação presente no evangelho de São João, quando Jesus fala a Natanael. Jesus é a escadaria que une o Céu e a terra, sobre a qual os Anjos sobem e descem cumprindo a sua missão.

Que alegria saber que nunca estamos sozinhos! Deus, para mostrar na sua divina Providência como cuida de nós de forma especialíssima, como se fôssemos a pupila dos seus olhos, nos deu o nosso santo anjo.

Que ele verdadeiramente encontre em nós filhos devotos e obedientes, que queiram verdadeiramente obedecer às suas inspirações, a fim de cooperar com a missão que ele tem de nos levar para o Céu. O nosso anjo da guarda estará conosco todos os dias até a morte; estará conosco, se passarmos pelo Purgatório, para ali nos consolar; estará conosco, sentado em um trono de glória, quando nós, triunfantes, chegarmos ao Céu.

O que achou desse conteúdo?

4
1
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos