CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Homilia Dominical
23 Mar 2019 - 24:46

E se não nos convertermos?

Assim como, vendo a aflição do seu povo no Egito, Deus desceu para libertá-lo e conduzi-lo à Terra Prometida, também por nossa salvação Ele move céus e terra. Assim como, porém, “a maior parte deles desagradou a Deus, pois morreram e ficaram no deserto”, se não correspondermos a Ele pela fé, também nós nadaremos… para morrer na praia. É esse o tema de mais uma meditação do Padre Paulo Ricardo para esta Quaresma.
00:00 / 00:00
Homilia Dominical - 23 Mar 2019 - 24:46

E se não nos convertermos?

Assim como, vendo a aflição do seu povo no Egito, Deus desceu para libertá-lo e conduzi-lo à Terra Prometida, também por nossa salvação Ele move céus e terra. Assim como, porém, “a maior parte deles desagradou a Deus, pois morreram e ficaram no deserto”, se não correspondermos a Ele pela fé, também nós nadaremos… para morrer na praia. É esse o tema de mais uma meditação do Padre Paulo Ricardo para esta Quaresma.
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 13, 1-9)

Naquele tempo, vieram algumas pessoas trazendo notícias a Jesus a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando seu sangue com o dos sacrifícios que ofereciam. Jesus lhes respondeu: “Vós pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem sofrido tal coisa? Eu vos digo que não. Mas se vós não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo.

E aqueles dezoito que morreram, quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados do que todos os outros moradores de Jerusalém? Eu vos digo que não. Mas, se não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo”. E Jesus contou esta parábola: “Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi até ela procurar figos e não encontrou. Então disse ao vinhateiro: ‘Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a! Por que está ela inutilizando a terra?’

Ele, porém, respondeu: ‘Senhor, deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e colocar adubo. Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então tu a cortarás’”.

Meditação. — Existe uma “economia da salvação”: Deus, primeiro, revela a sua vontade pelos profetas; mais tarde, envia o seu Filho para na cruz morrer e nos redimir de todos os pecados; institui a Igreja com um Magistério infalível e um sistema sacramental para nos santificar… Enfim, Ele não poupa esforços. Mas se nós não nos convertermos, adverte-nos Jesus no Evangelho de hoje, iremos todos perecer.

Sem uma profissão de fé, é impossível entrar no Céu. Na história dos hebreus, por exemplo, Deus toma a iniciativa de libertá-los do jugo do faraó, pois havia ouvido o clamor deles diante da opressão. Na primeira leitura, Deus aparece na sarça ardente como uma presença salvadora. Mas a incredulidade dos israelitas pôs tudo a perder, e apenas os seus filhos puderam entrar na Terra Prometida. De modo semelhante acontecerá conosco, se não formos obedientes à Palavra do Senhor.

No Evangelho deste domingo, Jesus diz ao povo: “Se vós não vos converterdes”. Em grego, essa exortação de Cristo (μετανοῆτε, metanoēte) corresponde a uma mudança de mentalidade; Ele deseja a conversão das pessoas para que se tornem uma “figueira frutífera”. De fato, Deus é um jardineiro paciente, e tem nos dado tempo para gerarmos frutos em nossas obras. Sejamos, pois, agradecidos a essa misericórdia, professando a nossa fé nos méritos de Cristo Redentor.

Oração.Senhor Jesus, por cujos méritos na Paixão fui redimido da mancha do pecado original, fazei brotar em mim uma fé verdadeira, a fim de que eu possa ser uma figueira frutífera, segundo o desejo de Deus, vosso Pai. Amém.

Propósito. — Meditar sobre o Credo do Povo de Deus.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.