Entrar no céu não é moleza!
CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Entrar no céu não é moleza!

Se até alguns dos que se esforçam não conseguem passar pela porta estreita, que pensar de nós? Temos feito todo esforço possível para alcançar o céu, ou vivemos acomodados, relativizando as palavras de Nosso Senhor?

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 13, 22-30)

Naquele tempo, Jesus atravessava cidades e povoados, ensinando e prosseguindo o caminho para Jerusalém. Alguém lhe perguntou: “Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam?”

Jesus respondeu: “Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. Uma vez que o dono da casa se levantar e fechar a porta, vós, do lado de fora, começareis a bater, dizendo: ‘Senhor, abre-nos a porta!’ Ele responderá: ‘Não sei de onde sois’.

Então começareis a dizer: ‘Nós comemos e bebemos diante de ti, e tu ensinaste em nossas praças!’ Ele, porém, responderá: ‘Não sei de onde sois. Afastai-vos de mim todos vós que praticais a injustiça!’ Ali haverá choro e ranger de dentes, quando virdes Abraão, Isaac e Jacó, junto com todos os profetas no Reino de Deus, e vós, porém, sendo lançados fora. Virão homens do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e tomarão lugar à mesa no Reino de Deus. E assim há últimos que serão primeiros, e primeiros que serão últimos”.

No Evangelho de hoje, Jesus responde a uma pergunta fundamental: Senhor, é verdade que são poucos os que se salvam? Na época de Jesus, ainda havia a noção, bastante realista, de que são poucos os que se salvam e muitos os que se perdem e vão para o inferno. Hoje em dia, a convicção é outra. Raramente se pensa em Deus e em destino eterno, e quando se pensa, é quase sempre com um otimismo ingênuo e sem fundamento. Por isso é preciso ler o Evangelho de hoje de peito aberto, sem levantar o escudo, e deixar-se atingir pela palavra de Jesus. É verdade que são poucos os que se salvam? Responde o Senhor: Fazei todo esforço possível para entrar pela porta estreita. Porque eu vos digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. Uma vez que o dono da casa se levantar e fechar a porta, vós, do lado de fora, começareis a bater, dizendo: ‘Senhor, abre-nos a porta! Ele responderá: Não sei de onde sois. Nada mais claro.

Abordemos detalhadamente a resposta. Esforçai-vos. A palavra que está no original é agonizesthe , ou seja, é uma luta, uma agonia, um parto. É uma verdadeira luta passar pela porta estreita que leva ao reino dos céus. Por isso poloi, isto é, muitos irão tentar, mas poucos conseguirão.

Aqui nos vem à mente Nossa Senhora de Fátima e sua aparição aos pastorinhos. Nossa Mãe Bendita é tão bondosa, que apareceu a três criancinhas e lhes mostrou o inferno, no qual se precipitavam milhões de almas. Para aquelas crianças, a visão foi algo tão avassalador, que dali para a frente, com todo zelo, amor e graça, começaram a rezar pelos pobres pecadores. Porque não existe pobreza maior do que a de quem não sabe que é pobre, não reconhece sua condição miserável, como esta pobre humanidade, que caminha alegremente para o inferno.

É preciso esforçar-se, e a melhor maneira de salvar a própria alma é buscar salvar a dos outros. Quando Nossa Senhora quis salvar Lúcia, Jacinta e Francisco, ensinou-os a fazer penitência e a rezar o Terço, exatamente para alcançar de Deus a graça de que os pecadores se arrependam e façam penitência. Lembremos o que dizia o anjo da visão: “Penitência, penitência, penitência”. É um apelo de Nossa Mãe, tantas vezes repetido em suas últimas aparições, para que a humanidade se converta. Um eco do Esforçai-vos de seu Filho.

Ele nos pede hoje uma metanoia, mudança de mentalidade, conversão. Não, não será uma “barbada” ir para o céu. Infelizmente, o mundo pensa ser necessário fazer esforço para ir para o inferno. É um evangelho às avessas: “Esforçai-vos para ir para o inferno, porque grande é a porta que leva para o céu, e não há ninguém que não passe por ela”.É o avesso do que Jesus ensina: Esforçai-vos para ir para o céu porque muitos tentarão (zētēsousin, ζητήσουσιν, como que busca resolver um problema), mas não irão conseguir. Daí conclui o Evangelho com outra parábola, a dos que batem à porta e recebem de Deus uma dura resposta: Não vos conheço. 

Ouçamos, pois, os apelos de Nossa Mãe bendita e abramos o coração para o verdadeiro Evangelho: Esforçai-vos! É estreita a porta, é uma agonia, uma luta, um parto. Mudemos hoje de mentalidade e comecemos a nos esforçar, porque o reino dos céus é dos violentos, dos que dedicam todo seu esforço para nele entrar.

Texto do episódioComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.