CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

1203. Memória do Coração Eucarístico de Jesus

O Coração de Cristo, para derramar sobre os homens as riquezas do seu amor, entregou à Igreja três dons intimamente relacionados: a Santíssima Eucaristia, a Ordem sacerdotal e a maternidade espiritual de Maria, Mãe dos fiéis e, especialmente, Mãe dos padres.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 22, 14-20)

Quando chegou a hora, Jesus se pôs à mesa com os apóstolos e disse: “Desejei ardentemente comer convosco esta ceia pascal, antes de sofrer. Pois eu vos digo que nunca mais a comerei, até que ela se realize no Reino de Deus”. Então Jesus tomou um cálice, deu graças e disse: “Tomai este cálice e reparti entre vós; pois eu vos digo que, de agora em diante, não mais beberei do fruto da videira, até que venha o Reino de Deus”. A seguir, Jesus tomou um pão, deu graças, partiu-o e o deu aos discípulos, dizendo: “Isto é o meu corpo, que é dado por vós. Fazei isto em memória de mim”. Depois da ceia, Jesus fez o mesmo com o cálice, dizendo: “Este cálice é a nova aliança em meu sangue, que é derramado por vós”.

A Igreja nos concede hoje, quinta-feira dentro da Oitava do S. Coração, a faculdade de celebrarmos devotamente o Coração Eucarístico de Jesus, fazendo especial memória dos três grandes dons que o divino Coração de Nosso Senhor entregou à Igreja: a si mesmo, no sacramento da Eucaristia; a sua Mãe SS., proclamada no Calvário como Mãe de todos os fiéis; e a participação no seu poder sacerdotal, dada aos padres de todos os tempos e lugares (cf. Pio XII, Encíclica “Haurietis aquas”, de 15 mai. 1956, n. 34). E não é por acaso que sejam estes, e não outros, os mais apreciados dons de Jesus Cristo. Foi, com efeito, na Última Ceia e no Calvário, que constituem um único e mesmo sacrifício e o ponto alto de toda a vida de Cristo, que Ele teve presentes ao seu amorosíssimo Coração estas três realidades tão sagradas: primeiro, o seu Corpo sacratíssimo, entregue sob a aparência de pão no cenáculo e na realidade pungente de suas chagas no Calvário; segundo, a amizade reconfortante dos primeiros sacerdotes ordenados: no cenáculo, com todos reunidos; no Calvário, apenas com S. João; por fim, a Virgem SS., que foi decerto não somente uma presença, mas um pensamento constante de Nosso Senhor em todas as suas atividades, sobretudo nesta que foi o cume de sua missão: o sacrifício redentor da Cruz, antecipado sacramentalmente horas antes na Última Ceia. Dessa forma, “ao dom incruento de si mesmo sob as espécies do pão e do vinho, Jesus Cristo, nosso Salvador quis unir, como testemunho da sua caridade íntima e infinita, o sacrifício cruento da cruz” (Pio XII, op. cit., n. 38), ao qual quis assistisse o discípulo amado, S. João, o único a ter permanecido constante na fé, a cujas mãos entregaria no mesmo ato a Virgem bendita, como sinal do amor particular que ela, daquela hora em diante, iria devotar a todos os sacerdotes da Igreja. Que a memória desse supremo desígnio de amor, com o qual Jesus quis tornar-nos patente o vínculo estreitíssimo entre os dons da Eucaristia, do sacerdócio e da Virgem Maria, nos anime a rezar ainda mais pela santificação dos sacerdotes, para que eles, reclinando-se confiadamente no peito de Cristo, sejam sempre dignos ministros dos santos mistérios e fiéis devotos de Nossa Senhora, em cujo Coração Imaculado terão sempre um lugar especial e insubstituível.

Referências

  • O formulário litúrgico para a memória facultativa do Coração Eucarístico de Jesus, celebrada na quinta-feira depois do 3.º domingo de Pentecostes, pode acessar-se aqui.
Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.