CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
(Mc 6, 7-13)

Naquele tempo, Jesus chamou os Doze e enviou-os dois a dois. Deu-lhes poder sobre os espíritos impuros. Ordenou-lhes que não levassem nada consigo pelo caminho, a não ser o bordão: nada de pão, nada de sacola, nada de dinheiro na bolsa da cinta. Mas que fossem calçados de sandálias, não porém vestidos de duas túnicas. E lhes disse ainda: “Quando entrardes numa casa, ficai nela até sairdes do lugar. Se num lugar não vos receberem ou ouvirem, na hora da partida sacudi a poeira que estiver debaixo dos vossos pés em sinal de protesto contra eles”. Saíram, então, a fim de pregar que se convertessem. Expulsavam muitos demônios, ungiam com óleo numerosos doentes e os curavam.

No Evangelho de hoje, Jesus chama seus doze Apóstolos e os envia em missão, ordenando-os a que sigam um estilo de vida desafiador, completamente diferente do jeito mundano de viver. O Senhor quer deles uma atitude de desprendimento, de desapego dos bens terrenos, seja da comida, da comodidade ou das honrarias e vaidades humanas. Trata-se, com efeito, de um estilo de vida em que se cumprem os três conselhos evangélicos: a obediência, a pobreza e a castidade. Os Apóstolos, embaixadores de Cristo, têm de imitá-lo em sua obediência à vontade do Pai, em sua perfeitíssima pobreza, em sua imaculada pureza de corpo, de alma e de olhar. Eis aí a nota distintiva dos Apóstolos e daqueles que, por disposição divina, os sucedem no governo da Igreja: para ser apóstolo de verdade, não basta pregar a palavra; é preciso também sacrificar a própria vida, pois foi isso o que fez Nosso Senhor. Além de anunciar o Evangelho, Ele se deu por completo àqueles que viera salvar com seu Sangue. Sem esse sacrifício constante que caracteriza a vida de um verdadeiro discípulo, todo apostolado se torna vão, infrutífero, estéril, “conversa da boca para fora”. Que os nosso bispos e padres possam viver com integridade e radicalidade a vida a que foram chamados, em tudo conformes à imagem do Filho encarnado, que passou pelo mundo fazendo o bem e doando-se sem reservas aos que a Ele acudiam com fé e humildade de coração.

Download do Material
Texto do episódioDownloadsComentários

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.