CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 9, 51-56)

Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram num povoado de samaritanos, a fim de preparar hospedagem para Jesus. Mas os samaritanos não o receberam, pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém. Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: "Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?" Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os. E partiram para outro povoado.

"Com firme decisão", relata o evangelista São Lucas, Jesus parte em direção a Jerusalém. Como que recapitulando toda a peregrinação por que passou o povo de Deus em seu itinerário até chegar à Terra Santa, o Senhor se dirige a partir de agora à Cidade Santa, a fim de, lá morrendo, lá de cima — do topo do Calvário — salvar o homem decaído. Sobe a passos largos a Jerusalém, para de lá ser levado para o seu Reino celeste, donde desceu para fazer-se carne humana; aceitando pois a vontade do Pai, Cristo não recusa fazer este sofrido percurso cujo término Lhe há de resultar em morte, mas cujo propósito, por Ele tão ansiado, é-nos trazer de volta a vida que, pelo pecados, havíamos perdido. O Senhor nos ensina, assim, que é pelo acolhimento amoroso e humilde do sofrimento, da cruz e de tribulação que nos vem a salvação, o remédio de que precisa o nosso egoísmo. Peçamos-Lhe hoje, em nosso momento reservado à oração, a graça de desejarmos que a nossa vontade se dobre à Sua; que possamos, com coração sincero, querer sofrer por Ele, assim como Ele se dignou sofrer por amor a nós.

Download do Material

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.