CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
(Mc 3, 22-30)

Naquele tempo, os mestres da Lei, que tinham vindo de Jerusalém, diziam que ele estava possuído por Beelzebu, e que pelo príncipe dos demônios ele expulsava os demônios.

Então Jesus os chamou e falou-lhes em parábolas: “Como é que Satanás pode expulsar a Satanás? Se um reino se divide contra si mesmo, ele não poderá manter-se. Se uma família se divide contra si mesma, não poderá manter-se. Assim, se Satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não poderá sobreviver, mas será destruído. Ninguém pode entrar na casa de um homem forte para roubar seus bens, sem antes o amarrar. Só depois poderá saquear sua casa. Em verdade vos digo: tudo será perdoado aos homens, tanto os pecados, como qualquer blasfêmia que tiverem dito. Mas quem blasfemar contra o Espírito Santo, nunca será perdoado, mas será culpado de um pecado eterno”. Jesus falou isso, porque diziam: “Ele está possuído por um espírito mau”.

Jesus, com sinais inconfundíveis, comprova ser o Messias enviado por Deus. Suas obras e palavras são o cumprimento de quanto previram os profetas de Israel; seus milagres testemunham sua origem divina; a doutrina que lhe sai da boca manifesta uma inteligência superior à pobre sabedoria humana. Não obstante, muitos, simples e doutos, o rejeitam com desconfiança e indesculpável soberba. Alguns, porém, não se contentam com dar as costas para a verdade; cedem ainda à tentação de acusá-la de falsidade, associando-a àquele que é pai da mentira: “É por Beelzebu”, gritam os fariseus, “que Ele expulsa os demônios”. Eis aí a loucura a que resvalam os que, custe o que custar, rejeitam a verdade, tantas vezes incômoda, exigente, difícil, dolorosa. Temos aí também a prova mais contundente da existência de Satanás e seus anjos. De fato, o próprio Filho de Deus, acusado de agir por obra do demônio, confirma com sua resposta aos fariseus a existência dessa terrível dimensão espiritual: Ele sabe que o diabo existe, homicida desde o princípio, anjo sedutor que, de mentira em mentira, transtorna nossa ideias, assassina nossa alma, deixa-nos cego à verdade. A fim de proteger-nos dos ataques deste inimigo infernal, invoquemos hoje o Espírito Paráclito, em quem temos a graça de enxergar a verdade, aceitá-la e suportá-la, por mais que ela nos fira o egoísmo e desmonte as mentiras com que temos sido enganados.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.