CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

391. O Evangelho revelado aos pequeninos

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
10, 21-24)

Naquele momento Jesus exultou no Espírito Santo e disse: "Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue pelo meu Pai. Ninguém conhece quem é o Filho, a não ser o Pai; ninguém conhece quem é o Pai, a não ser o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar". Jesus voltou-se para os discípulos e disse-lhes em particular: "Felizes os olhos que veem o que vós vedes! Pois eu vos digo que muitos profetas e reis quiseram ver o que estais vendo, e não puderam ver; quiseram ouvir o que estais ouvindo, e não puderam ouvir".

No Evangelho de hoje, Jesus louva a Deus por ter escondido aos "sábios e inteligentes" a sua revelação, mostrando-a tão somente aos pequeninos. Essa passagem recorda-nos, logo ao início deste tempo litúrgico do Advento, a humildade como virtude fundamental de toda a vida interior. Assim como aconteceu na primeira vinda de Cristo, quando os de sua própria linhagem e religião, cheios de si mesmos, foram incapazes de compreender a boa-nova da salvação, também hoje permanecerá oculto o tesouro inestimável da graça de Deus a quantos não reformularem suas próprias ideias e convicções para acolherem o escândalo do Verbo divino feito carne — humilde até a morte, e morte de Cruz (cf. Fl 2, 8). Entre os santos da Igreja, de fato, há variedade de caminhos e de carismas: têm-se homens e mulheres, casados e celibatários, jovens e anciãos. Em todos eles reina, porém, como alicerce de sua vida e de sua obra, a virtude da humildade. Sem ela, presunçosos, recusamo-nos a aprender dos outros — e do Outro que é Cristo — aquilo que ignoramos sem perceber. Peçamos pois ao Senhor, neste dia, que abra a nossa inteligência, para enxergarmos a nossa miséria, a nossa inaptidão e a profunda necessidade que temos de sua Verdade. Sejamos pequeninos para que o Senhor nos eleve à sua grandeza!

Download do Material

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.