CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
(Jo 21, 20-25)

Naquele tempo, Pedro virou-se e viu atrás de si aquele outro discípulo que Jesus amava, o mesmo que se reclinara sobre o peito de Jesus durante a ceia e lhe perguntara: “Senhor, quem é que te vai entregar?” Quando Pedro viu aquele discípulo, perguntou a Jesus: “Senhor, o que vai ser deste?”

Jesus respondeu: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa isso? Tu, segue-me!” Então, correu entre os discípulos a notícia de que aquele discípulo não morreria. Jesus não disse que ele não morreria, mas apenas: “Se eu quero que ele permaneça até que eu venha, que te importa?”

Este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas e que as escreveu; e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro. Jesus fez ainda muitas outras coisas, mas, se fossem escritas todas, penso que não caberiam no mundo os livros que deveriam ser escritos.

No desfecho do seu evangelho, o discípulo amado, que reclinara a cabeça sobre o peito de Cristo, afirma dar testemunho de tudo o que viu e ouviu. “Aquele outro discípulo que Jesus amava”, diz ele em terceira pessoa, “o mesmo que se reclinara sobre o peito de Jesus durante a ceia […], este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas”. Aqui temos como que a sístole e a diástole em que a Igreja, fechando-se em oração no Cenáculo, prepara-se para sair em missão no dia de Pentecostes, assim como S. João, que primeiro esteve com Cristo, vendo e tocando por si mesmo o Verbo da vida, tornou-se em seguida, com a vinda do Espírito Santo, verdadeiro Apóstolo e doutor do mundo. Pois não há verdadeiro discípulo missionário que não seja primeiro discípulo, por ter-se encontrado com Cristo e dele aprendido a verdade evangélica, para só depois ser missionário, isto é, para fazer discípulos a outros, transmitindo-lhes a mesma verdade e trazendo-os para o mesmo encontro com Nosso Senhor. Hoje, porém, o que vemos é justamente o contrário: os que pretendem “sair em missão” muitas vezes não se encontram com Cristo nem, por isso mesmo, saem para fazer discípulos e converter o mundo, mas para aprender com o mundo e depravar-se com ele. Eis por que nada é mais importante nestes tempos do que resgatar a necessidade da oração, da contemplação e do estudo consciencioso da doutrina católica, meditada e aprendida com total convencimento, como pré-requisitos à atividade apostólica. Jamais converteremos a outros se não nos tivermos convertido nós em primeiro lugar, e jamais poderemos ensinar a fé católica se não a conhecermos de maneira suficiente e adequada: “O mesmo que se reclinara sobre o peito de Jesus […], este é o discípulo que dá testemunho”.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.