52. O verdadeiro espírito do Concílio Vaticano II

Versão áudio

Padre Paulo Ricardo começa com este episódio uma série de vídeos sobre o verdadeiro espírito do Concílio Vaticano II e desmascara as artimanhas dos modernistas que tentaram raptar o Concílio.

Em 2012, o Concílio Vaticano II completará 50 anos e, por isso, o Papa Bento XVI inaugurará no mês de outubro o Ano da Fé. Algumas pessoas não concordam com essa atitude do Papa, pois não entendem que exista algo a ser comemorado. Os avanços trazidos pelo CVII não são motivo de alegria para muitas pessoas. Outras, pensam que se trata de uma incoerência, uma vez que em contraposição com os "novos ventos" conciliares, o Papa reafirma aos fiéis a necessidade de se estudar o Catecismo da Igreja Católica, o último e grande documento do CVII, que traz em seu bojo nada mais que a dureza da Doutrina. Nem uma coisa nem outra.

O Bem Aventurado Papa João XXIII no seu discurso de inauguração do próprio CVII afirmou que "o que mais importa ao concílio ecumênico: que o depósito sagrado da doutrina cristã seja guardado e ensinado de forma mais eficaz". E ainda: "para que esta doutrina atinja os múltiplos níveis da atividade humana (os indivíduos, a família, a vida social) é necessário primeiramente que a Igreja não se aparte do patrimônio sagrado da Verdade recebido dos seus maiores", essa afirmação é muito clara em seu objetivo, portanto, ninguém deve querer inventar uma nova fé. E ele não para por aí: "Ao mesmo tempo, deve também olhar para o presente, para as novas condições e formas de vida introduzidas no mundo hodierno que abriram novos caminhos ao apostolado católico". Esta é a finalidade do CVII.

O Concílio Vaticano II é um concílio teológico. Os anteriores a ele tinham finalidade dogmática, objetivavam mostrar onde se encontra a fé católica. João XXIII propunha que a assembleia conciliar pudesse expressar de uma forma mais acertada as verdades de sempre, sem pervertê-las, evidentemente.

Os documentos conciliares são exemplos claros do diálogo e da comunhão que se encontrava a assembleia naquele momento. É evidente, portanto, que ali havia uma correspondência, uma unidade, uma comunhão somente possível pela junção da sabedoria teológica, do diálogo e da inspiração divina. O problema reside no fato de que o grande dom que foi o CVII permanece escondido ainda 50 anos depois. Ele precisa chegar aos fieis. Mas, não é interessante para muitos que o CVII seja descoberto e propagado. Por quê?

Na época do CVII havia três grandes correntes teológicas: a primeira, conservadora, era a corrente tomista, formada por homens que viam em Santo Tomás de Aquino um grande tesouro para a Igreja. A segunda, denominada Teologia das Fontes, formada por teólogos que, embora venerassem Santo Tomás de Aquino, criam que as outras riquezas da Igreja presentes na Patrística, na Bíblia, na Liturgia deveriam ser recuperadas. O terceiro grupo estava voltado para a filosofia moderna, para o mundo moderno. Estes teólogos queriam um diálogo com o mundo, que a Igreja falasse uma linguagem que os homens modernos compreendessem.

O equilíbrio entre essas três correntes foi alcançado e os documentos são prova disso. Como exemplo de que os três grupos foram contemplados basta observar o que diz o nº 16 do documento do CVII, Optatam Totius:

"A teologia dogmática ordene-se de tal forma que os temas bíblicos se proponham em primeiro lugar. Exponha-se aos alunos o contributo dos Padres da Igreja oriental e ocidental para a Interpretação e transmissão fiel de cada uma das verdades da Revelação, bem como a história posterior do Dogma tendo em conta a sua relação com a história geral da Igreja. Depois, para aclarar, quanto for possível, os mistérios da salvação de forma perfeita, aprendam a penetra-los mais profundamente pela especulação, tendo por guia Santo Tomás, e a ver o nexo existente entre eles. Aprendam a vê-los presentes e operantes nas acções litúrgicas e em toda a vida da Igreja. Saibam buscar, à luz da Revelação, a solução dos problemas humanos, aplicar as verdades eternas à condição mutável das coisas humanas e anuncia-las de modo conveniente aos homens seus contemporâneos."

Percebe-se claramente a presença das três grandes correntes teológicas em perfeita harmonia. Trata-se de um texto católico. Contudo, algumas pessoas pertencentes ao grupo ligado à filosofia moderna, ainda hoje apropriaram-se da última frase e esquecem-se de todo o resto, jogando-o no lixo. Eles se autodenominam intérpretes e representantes do Concílio Vaticano II, utilizando-se dos meios de comunicação, sempre sedentos de novidades, apresentam uma nova forma de fazer teologia, de ser Igreja. Assim, o evento conciliar foi desequilibrado. É por isso que tornar conhecidos e apreciados os documentos elaborados neste Concílio não é interessante para eles: evidenciaria apenas o caráter católico dos documentos e comprovaria o acerto da hermenêutica da continuidade proposta pelo Papa Bento XVI (leitura dos documentos conciliares em sintonia com os concílios anteriores).

Os representantes dessa terceira corrente, também chamada de hermenêutica da ruptura, estavam presentes desde as reuniões conciliares. Lamentavelmente esses teólogos raptaram o Concílio Vaticano II, transformando-o no concílio da novidade. As novidades se tornaram o chamado espírito do Concílio. É uma inverdade, pois o verdadeiro espírito do Concílio Vaticano II é o católico:

O Ano da Fé, portanto, é o momento propício encontrado pelo Papa Bento XVI para que todos os fiéis possam realizar aquilo que era a intenção original do Bem Aventurado João XXIII, pois, somente "arraigados solidamente na doutrina que recebemos dos nossos maiores" podemos agora apresentá-la ao homem moderno.

Este é o verdadeiro espírito do Concílio Vaticano II.

Atenção: Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do site padrepauloricardo.org. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do site.

EpisódioTítuloDuraçãoData
78Como fundar uma nova Igreja?11:42Agosto 25, 2015
77Por que sou Católico?25:51Abril 20, 2015
76A armadilha da misericórdia14:55Novembro 28, 2014
75A tragédia das almas retardatárias14:06Maio 23, 2014
74Conselhos de três grandes santas da Igreja para você14:18Janeiro 17, 2014
73Aliança política entre católicos e evangélicos10:59Dezembro 12, 2013
72O alerta de Maria para o Brasil09:56Novembro 11, 2013
71Como Padre Paulo Ricardo se tornou um devoto de Maria01:04:59Outubro 16, 2013
70Padre Pio e "la Madonna"25:47Setembro 23, 2013
69O neoprotestantismo dentro da Igreja Católica08:57Agosto 14, 2013
68O marxismo e a destruição das famílias21:42Julho 26, 2013
67Esclarecimento sobre a PLC 03-201310:31Julho 18, 2013
66A um passo do aborto16:10Julho 10, 2013
65Manifestantes, estão usando vocês!08:42Junho 25, 2013
64A lógica do casamento gay foi criada pelos heterossexuais19:12Junho 05, 2013
63Esforçai-vos para entrar pela porta estreita19:14Abril 18, 2013
62Como estamos comungando?17:46Março 21, 2013
61Pecados, escândalos e a santidade da Igreja Imaculada19:50Março 11, 2013
60A renúncia do Papa Bento XVI14:55Fevereiro 15, 2013
59Nossa Senhora do Bom Sucesso17:41Fevereiro 01, 2013
58As Novelas e a Engenharia Social13:46Novembro 22, 2012
57O grave pecado da indolência14:21Novembro 01, 2012
56O governo federal e as organizações que trabalham para legalização do aborto15:14Julho 30, 2012
55Estamos em guerra!13:54Julho 05, 2012
54Governo Dilma prepara-se para implantar aborto no Brasil16:36Junho 28, 2012
53Os crucifixos nos tribunais de justiça12:12Junho 21, 2012
52O verdadeiro espírito do Concílio Vaticano II19:57Maio 18, 2012
51A armadilha para o celibato dos padres19:01Abril 19, 2012
50O caminho para a desobediência ao Papa10:26Abril 13, 2012
49A difamação contra Pio XII14:12Março 22, 2012
48Teólogos da corte15:59Março 09, 2012
47Feminismo, o maior inimigo das mulheres17:22Fevereiro 03, 2012
46A segunda decolagem23:46Janeiro 13, 2012
45Mensagem de Natal09:20Dezembro 25, 2011
44Como reagir diante das perseguições que a Igreja sofre?12:56Dezembro 16, 2012
43O Santo Rosário15:52Novembro 24, 2011
42Bons e maus sacerdotes21:43Novembro 03, 2011
41Rock in Rio – Pe. Paulo Ricardo responde às críticas30:16Outubro 13, 2011
40Rock in Rio e o orgulho dos porcos30:22Outubro 06, 2011
39Missão às avessas23:28Setembro 29, 2011
38O que realmente mudou depois do 11 de Setembro?18:38Setembro 16, 2011
37Gigante Adormecido18:38Setembro 08, 2011
36Legalização do aborto no Brasil14:22Setembro 02, 2011
35Jornada Mundial da Juventude 201136:11Agosto 25, 2011
34Abortos Ocultos27:04Agosto 19, 2011
33Crise da Paternidade22:14Agosto 11, 2011
32Presbíteros e o Reino de Deus16:57Agosto 04, 2011
31Pudor e modéstia18:34Julho 28, 2011
30Comunhão eucarística diária e confissão frequente13:52Julho 20, 2011
29Devoção à Santíssima Virgem Maria21:07Julho 14, 2011
28Fidelidade ao Santo Padre18:04Julho 06, 2011
27O poder paralelo dentro da Igreja – II26:47Junho 23, 2011
26O poder paralelo dentro da Igreja34:44Maio 15, 2011
25O Purgatório14:39Junho 02, 2011
24Covardia21:26Maio 28, 2011
23Ressurreição de Jesus22:39Maio 12, 2011
22Homossexualismo e a Ideologia Gay17:57Maio 07, 2011
21A Igreja e o desarmamento24:35Abril 27, 2011
20Como ir para o inferno? - Parte 214:54Abril 20, 2011
19Como ir para o inferno? - Parte 117:25Abril 12, 2011
18Fraternidade e Vida no Planeta - Parte 215:20Abril 07, 2011
17Fraternidade e Vida no Planeta - Parte 135:17Março 23, 2011
16Crises na Fé50:20Março 03, 2011
15Guerra Cultural48:40Janeiro 31, 2011
14Encontro de Assis39:10Janeiro 20, 2011
13Provações da Igreja30:22Dezembro 09, 2010
12Duas Igrejas01:03:16Dezembro 02, 2010
11Papa e os preservativos40:09Novembro 25, 2010
10Paz ou Pacifismo?58:40Novembro 17, 2010
9A Batalha pela vida34:54Novembro 03, 2010
8Satanás e o Aborto35:01Outubro 01, 2010
7Pastores e não cães mudos28:39Setembro 21, 2010
6Reforma da reforma litúrgica37:43Setembro 15, 2010
5Repensar a Ressurreição?33:09Setembro 01, 2010
4Não somos melhores que os outros34:34Agosto 25, 2010
3Todas as religiões são iguais?37:48Agosto 18, 2010
2O meu pároco é da Teologia da Libertação radical! E agora?36:43Agosto 11, 2010
1A virtude de não ser politicamente correto28:41Agosto 02, 2010