74. Conselhos de três grandes santas da Igreja para você

Versão áudio

Uns querem emagrecer; outros querem ganhar mais dinheiro; outros tantos, enfim, querem viajar, arranjar um namorado etc. No início de cada ano, o que mais se vê são pessoas fazendo promessas para os tempos que recomeçam.

Que tal, então, fazer um propósito para alavancar de vez a sua vida com Deus? Assista, neste "Parresía", aos conselhos de três grandes santas da Igreja para progredirmos na caminhada rumo ao Céu, que é a nossa grande meta.


No início de cada ano as pessoas geralmente se imputam alguns objetivos para serem cumpridos ao longo do ano. Assim, para a vida espiritual, propomos também uma meta e, para isso, nada melhor que tomar como modelo três conselhos de três grandes santas da Igreja: Santa Teresa de Jesus, Santa Catarina de Sena e Santa Teresa de Lisieux, seguindo as indicações extraídas da obra “Doctoras de la Iglesia", do Padre Antonio Royo Marín.

O primeiro conselho vem de Santa Teresa d'Ávila, que conseguiu progredir espiritualmente de uma forma extraordinária mesmo não tendo diretores espirituais satisfatórios. Na época dela, havia a convicção de que quando a pessoa crescia espiritualmente deveria deixar de lado a reflexão sobre a humanidade de Cristo, sua Paixão, o quanto Ele nos amou, enfim, a meditação concreta sobre o Evangelho. Para eles, quanto mais alto o nível de vida mística, maior deveria ser a contemplação da Trindade.

Santa Teresa de Jesus, como grande doutora, notou o erro desse tipo de pensamento. Para ela, em todas as etapas da caminhada espiritual é imprescindível a meditação sobre a humanidade de Cristo. Ele é o caminho. Em sua obra “Caminho de Perfeição", ensina às monjas que utilizem de imagens de Cristo crucificado, chagado e, a partir da imagem, meditem sobre o grande amor que Deus tem pela humanidade.

O primeiro ponto, portanto, é olhar para a Paixão de Cristo, olhar para o Amor encarnado, concreto, real, histórico com que Deus amou os homens e sobre ele fundamentar o próprio edifício espiritual, afinal, como ensina São João: “O amor consiste nisso: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi Deus quem nos amou enviando seu filho para a expiação dos nossos pecados" (4,10). Logo, a morte de Cristo na Cruz é a realidade concreta do amor de Deus.

O edifício espiritual de muitas pessoas vem abaixo por conta do esquecimento desse primeiro ponto: Deus amou a humanidade e cada um por primeiro. E esse amor não é uma teoria, mas uma realidade que se fez carne na humanidade de Cristo. Assim, o primeiro passo para o ano de 2014 é fazer o firme propósito de ter a cruz de Cristo diante dos olhos em todos os momentos. “Jesus, amor encarnado, chagado por mim", apropriando-se dessa certeza: “Eu fui amado com amor infinito, sem defeito, não sou mais uma vítima, não preciso mendigar o amor dos outros."

O segundo ponto vem de Santa Teresinha do Menino Jesus e se trata de como responder ao amor de Deus. Diante dos grandes santos algumas pessoas reagem com desânimo, pois estas grandes almas tornam inalcançável o ideal de santidade; outras, fazem desses santos modelos e procuram imitá-los, desejando igual santidade.

A Pequena teve sua intuição básica ao perceber que existem almas, grandes santos, grandes homens e mulheres escolhidos por Deus, uma elite espiritual, que a imensa maioria da humanidade, não conseguirá nunca imitar. No entanto, segundo ela, existe também uma outra família: a das Pequenas Almas, na qual ela se via incluída, embora fosse uma grande alma.

Em sua doutrina ela diz que as pequenas almas podem também amar a Deus, não com a forma heroica dos grandes santos, mas de forma ordinária, comum. Todos são chamados a transformar cada um dos pequenos atos da vida em amor a Deus. Oferecer TUDO a Jesus, seja bem ou mal, alegria ou tristeza, contentamento ou frustração, tudo por amor a Jesus. Santa Terezinha transformou todos os pequenos atos ordinários de sua vida em amor, por isso ela foi extraordinária na ordinariedade com que viveu o amor a Jesus.

Este foi o segundo ponto: amar de volta aquele que amou por primeiro. Tal ensinamento tem a grande vantagem de trazer a religião para a vida cotidiana, de tal forma que ninguém precise mais esperar a data do martírio para fazer qualquer ato heroico de amor a Deus. Todos podem amá-Lo desde já, desde agora.

É por isso que Santa Terezinha, embora tenha sofrido muito com a doença de seu pai e com a sua própria doença, demonstrou ser uma mulher de grande maturidade espiritual mesmo aos 24 anos de idade. Impressionante foi o seu caminho espiritual, de menina mimada, imatura e vitimista, que foi transformada por Deus numa grande santa. Amar de volta Aquele que nos amou por primeiro.

O terceiro ponto vem de Santa Catarina de Sena, leiga terciária que nunca viveu num convento; celibatária, mas não freira no sentido técnico da palavra. Mesmo analfabeta, escreveu cartas e mais cartas para o Papa, que estava escondido em Avignon, convencendo-o a reassumir seu lugar na Igreja, portanto, num certo sentido, Santa Catarina de Sena mudou o destino da Igreja.

Com seus gestos ela ensina uma coisa muito importante: a conversão dos pecadores deve ser buscada por todos para que Deus seja agradado, o que torna todos apóstolos. Nela se compreende o que Santo Tomás de Aquino ensina que o amor pode ter vários objetos. O objeto material do amor pode ser Deus, a própria pessoa ou até mesmo os bilhões de pessoas da Terra, os santos, os anjos, etc. todos podem ser amados. Contudo, a caridade, o amor só tem um objeto formal: Deus. Amar a Deus por Deus, amar ao próximo por amor a Deus, amar a si mesmo por amor a Deus. Ele é a modalidade pela qual se deve amar. Portanto, a vida de apostolado, o sacrifício, a pregação, o pedido de conversão pelos pecadores deve ter como foco principal o amor para com Deus. Só assim haverá sentido.

Assim, ter sempre diante dos olhos o amor de Deus encarnado e a cruz de Cristo, lembrando-se de que Ele nos amou por primeiro, é o primeiro objetivo. O segundo é responder a esse amor nos pequenos gestos e atos ordinários no dia a dia e o terceiro, ser missionário, levando outros a Deus, motivados a dar maior glória a Deus, fazendo como um ato de amor a Ele, levando seus filhos de volta para casa. Estes são os passos extraídos das lições das três grandes doutores que nos oferecem um projeto espiritual para 2014. Quem aceita o desafio?

Atenção: Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do site padrepauloricardo.org. Reservamo-nos o direito de excluir qualquer comentário que julgarmos inoportuno ou que não esteja de acordo com a política do site.

EpisódioTítuloDuraçãoData
78Como fundar uma nova Igreja?11:42Agosto 24, 2015
77Por que sou católico?25:51Abril 19, 2015
76A armadilha da misericórdia14:55Novembro 27, 2014
75A tragédia das almas retardatárias14:06Maio 22, 2014
74Conselhos de três grandes santas da Igreja para você14:18Janeiro 16, 2014
73Aliança política entre católicos e evangélicos10:59Dezembro 11, 2013
72O alerta de Maria para o Brasil09:56Novembro 10, 2013
71Como Padre Paulo Ricardo se tornou um devoto de Maria01:04:59Outubro 15, 2013
70Padre Pio e "la Madonna"25:47Setembro 22, 2013
69O neoprotestantismo dentro da Igreja Católica08:57Agosto 13, 2013
68O marxismo e a destruição das famílias21:42Julho 25, 2013
67Esclarecimento sobre a PLC 03-201310:31Julho 17, 2013
66A um passo do aborto16:10Julho 09, 2013
65Manifestantes, estão usando vocês!08:42Junho 24, 2013
64A lógica do casamento gay foi criada pelos heterossexuais19:12Junho 04, 2013
63Esforçai-vos para entrar pela porta estreita19:14Abril 17, 2013
62Como estamos comungando?17:46Março 20, 2013
61Pecados, escândalos e a santidade da Igreja Imaculada19:50Março 10, 2013
60A renúncia do Papa Bento XVI14:55Fevereiro 14, 2013
59Nossa Senhora do Bom Sucesso17:41Janeiro 31, 2013
58As Novelas e a Engenharia Social13:46Novembro 21, 2012
57O grave pecado da indolência14:21Outubro 31, 2012
56O governo federal e as organizações que trabalham para legalização do aborto15:14Julho 29, 2012
55Estamos em guerra!13:54Julho 04, 2012
54Governo Dilma prepara-se para implantar aborto no Brasil16:36Junho 27, 2012
53Os crucifixos nos tribunais de justiça12:12Junho 20, 2012
52O verdadeiro espírito do Concílio Vaticano II19:57Maio 17, 2012
51A armadilha para o celibato dos padres19:01Abril 18, 2012
50O caminho para a desobediência ao Papa10:26Abril 12, 2012
49A difamação contra Pio XII14:12Março 21, 2012
47Feminismo, o maior inimigo das mulheres17:22Fevereiro 02, 2012
46A segunda decolagem23:46Janeiro 12, 2012
45Mensagem de Natal09:20Dezembro 24, 2011
44Como reagir diante das perseguições que a Igreja sofre?12:56Dezembro 15, 2012
43O Santo Rosário15:52Novembro 23, 2011
42Bons e maus sacerdotes21:43Novembro 02, 2011
41Rock in Rio – Pe. Paulo Ricardo responde às críticas30:16Outubro 12, 2011
40Rock in Rio e o orgulho dos porcos30:22Outubro 05, 2011
39Missão às avessas23:28Setembro 28, 2011
38O que realmente mudou depois do 11 de Setembro?18:38Setembro 15, 2011
37Gigante Adormecido18:38Setembro 07, 2011
36Legalização do aborto no Brasil14:22Setembro 01, 2011
35Jornada Mundial da Juventude 201136:11Agosto 24, 2011
34Abortos Ocultos27:04Agosto 18, 2011
33Crise da Paternidade22:14Agosto 10, 2011
32Presbíteros e o Reino de Deus16:57Agosto 03, 2011
31Pudor e modéstia18:34Julho 27, 2011
30Comunhão eucarística diária e confissão frequente13:52Julho 19, 2011
29Devoção à Santíssima Virgem Maria21:07Julho 13, 2011
28Fidelidade ao Santo Padre18:04Julho 05, 2011
27O poder paralelo dentro da Igreja – II26:47Junho 22, 2011
26O poder paralelo dentro da Igreja34:44Maio 14, 2011
25O Purgatório14:39Junho 01, 2011
24Covardia21:26Maio 27, 2011
23Ressurreição de Jesus22:39Maio 11, 2011
22Homossexualismo e a Ideologia Gay17:57Maio 06, 2011
21A Igreja e o desarmamento24:35Abril 26, 2011
20Como ir para o inferno? (II)14:54Abril 19, 2011
19Como ir para o inferno? (I)17:25Abril 11, 2011
18Fraternidade e Vida no Planeta - Parte 215:20Abril 06, 2011
17Fraternidade e Vida no Planeta - Parte 135:17Março 22, 2011
16Crises na Fé50:20Março 02, 2011
15Guerra Cultural48:40Janeiro 30, 2011
14Encontro de Assis39:10Janeiro 19, 2011
13Provações da Igreja30:22Dezembro 08, 2010
12Duas Igrejas01:03:16Dezembro 01, 2010
11Papa e os preservativos40:09Novembro 24, 2010
10Paz ou Pacifismo?58:40Novembro 16, 2010
9A Batalha pela vida34:54Novembro 02, 2010
8Satanás e o Aborto35:01Setembro 30, 2010
7Pastores e não cães mudos28:39Setembro 20, 2010
6Reforma da reforma litúrgica37:43Setembro 14, 2010
5Repensar a Ressurreição?33:09Agosto 31, 2010
4Não somos melhores que os outros34:34Agosto 24, 2010
3Todas as religiões são iguais?37:48Agosto 17, 2010
2O meu pároco é da Teologia da Libertação radical! E agora?36:43Agosto 10, 2010
1A virtude de não ser politicamente correto28:41Agosto 01, 2010