CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
(Jo
12, 44-50)

Naquele tempo, Jesus exclamou em alta voz: "Quem crê em mim não é em mim que crê, mas naquele que me enviou. Quem me vê, vê aquele que me enviou. Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.

Se alguém ouvir as minhas palavras e não as observar, eu não o julgo, porque eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo. Quem me rejeita e não aceita as minhas palavras já tem o seu juiz: a palavra que eu falei o julgará no último dia. Porque eu não falei por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, ele é quem me ordenou o que eu devia dizer e falar. Eu sei que o seu mandamento é vida eterna. Portanto, o que eu digo, eu o digo conforme o Pai me falou".

"Jesus exclamou em alta voz". O Evangelho de hoje começa com um brado de Cristo, que faz um apelo veemente à fé de Seus discípulos: "Quem crê em mim não é em mim que crê, mas naquele que me enviou"; que os conclama à contemplação de Si próprio: "Quem me vê, vê aquele que me enviou"; e que, repetindo o Prólogo de São João, reafirma o caráter luminoso de Sua mensagem, enquanto enviado do Pai: "Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas".

As consequências dessas verdades são enunciadas, em seguida, pelo próprio Redentor: "Eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo". Com Sua primeira vinda, de fato, Cristo veio instaurar o tempo da misericórdia. Isso não diminui o fato de que Ele virá para julgar os vivos e os mortos "no último dia". Até lá, porém, Ele grita em altos brados ao nosso coração, quase suplicando a nossa mudança de vida, enquanto podemos ser salvos. Não deixemos que a graça de Deus passe por nós em vão: aceitemos o Cristo na fé, e não deixemos que aquele dia caia sobre nós como um ladrão.

Material para Download

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.