CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Participe do nosso aniversário!

  • O aniversário é nosso, mas o presente é seu. Confira as ofertas:
  • Inscreva-se com 40% de desconto no plano anual;
  • Oportunidade de assinatura vitalícia. Um único pagamento para estudar conosco para sempre.
Assine agora
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.

Uma “radiografia” do Coração de Jesus

As bem-aventuranças evangélicas constituem não apenas um programa de santidade nem um simples contraponto às antigas prescrições de Moisés, mas acima de tudo uma “radiografia” do Coração de Nosso Senhor.

Texto do episódio
10

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 5,1-12)

Naquele tempo, vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e Jesus começou a ensiná-los: “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus. Do mesmo modo perseguiram os profetas que vieram antes de vós.

Com o Evangelho de hoje, iniciamos a leitura de um dos trechos mais importantes, mais famosos e mais conhecidos do Evangelho: o Sermão da Montanha. Trata-se dos capítulos 5 a 7 do Evangelho de São Mateus. Neles, encontramos verdadeiras pérolas preciosas do Coração de Nosso Senhor.

Jesus inicia subindo a montanha e realizando o que, no Antigo Testamento, era somente sombra e profecia: Moisés subira o Sinai para dar ao povo a Lei, Jesus agora leva à plenitude o que era somente uma sombra, por isso sobe novamente a montanha para dar a nova Lei.

Jesus, mais tarde, dirá, não nesse sermão, mas em outra passagem: “Vinde a mim e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração”. É exatamente a frase que nos serve de chave de leitura para entender o que Jesus nos está apresentando no Sermão da Montanha. Ele está apresentando seu próprio Coração, modelo de todo coração verdadeiramente cristão. Assim, Jesus começa falando das bem-aventuranças.

O que são as bem-aventuranças? Há várias formas de apresentar as bem-aventuranças. Uma delas é entender que as bem-aventuranças são uma espécie de “radiografia” íntima do Coração de Jesus. Por quê? Porque o que Jesus quer fazer no coração de todos os seus santos, na verdade, já está no seu Coração.

Quando Jesus diz: “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus”, Ele está falando do seu Coração. Ele é o Coração pobre. Que quer dizer ‘pobre’? ‘Pobre’ quer dizer tudo entregar a Deus. Sim, pobre em espírito é aquele que se despoja, entrega, sacrifica. Eis aí o caminho cristão por excelência, eis aí o Coração de Cristo. Ele veio ao mundo para tudo entregar a Deus.

Na Cruz, Jesus é pobre. Paupérrimo, Ele não tem um pedaço de chão onde ser sepultado, não tem uma pedra sobre a qual reclinar a cabeça, não tem roupas, não tem um nome que as pessoas estejam elogiando: Jesus está totalmente despojado de tudo. Mas esse despojamento, Ele o fez por amor a Deus.

Aqui está a grande riqueza. Há algo de intimamente maravilhoso naquilo que, externamente, é catastrófico. Eis aí o Coração de Jesus. O Coração de Jesus, quem o olha por fora fica assustado: “Meu Deus! Cruz, miséria, desgraça!” O que nós vemos é um Coração transpassado por uma lança injusta, morto, executado; mas, por dentro, o que nós precisamos ver é um Coração que se entregou em supremo ato de amor a Deus, em supremo ato de amor a todos nós.

Quando lermos as bem-aventuranças, sempre nos aproximemos delas com a delicadeza e a intimidade de quem está entrando, pé ante pé, no Coração de Cristo, para conhecer aquilo que ninguém jamais imaginou e que olhos jamais contemplaram: “Ninguém jamais viu a Deus; mas o Filho unigênito, que está voltado para o peito do Pai, Ele nos deu a conhecer”. Ele nos narrou.

Reclinados no peito de Cristo, conheceremos quem Ele é, o princípio de todas as bem-aventuranças. Sim, Ele é o caminho, a verdade e a vida.

O que achou desse conteúdo?

1
0
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos