CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 20,20-28)

Naquele tempo, a mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. Jesus perguntou: “O que tu queres?” Ela respondeu: “Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda”. Jesus, então, respondeu-lhes: “Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?” Eles responderam: “Podemos”. Então Jesus lhes disse: “De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é que dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou”.

Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. Jesus, porém, chamou-os e disse: “Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos”.

São Tiago Maior, cuja festa a Igreja hoje comemora, foi irmão de outro Apóstolo, São João, o discípulo amado (cf. Jo 13,23; 19,26; 20,2; 21,7.20). Os evangelhos se referem aos dois como “filhos de Zebedeu” (cf. Mt 4,21; Mc 1,19; 10, 35; Lc 5, 10), e a mãe deles, Maria Salomé (cf. Mc 16,1), foi uma das mulheres que permaneceram aos pés da Cruz de Cristo (cf. Mt 27,56).

A tradição nos conta que, depois de tentar embalde evangelizar os povos hispânicos — no território correspondente à atual Península Ibérica —, Tiago se lembrou de recorrer ao auxílio da Virgem Santíssima, ainda viva. Maria lhe teria aparecido na cidade de Saragoça, às margens do rio Ebro, no alto de uma coluna, a fim de o consolar e lhe dar perseverança no apostolado. Trata-se da primeira aparição mariana de que temos notícia, além de ser a origem da devoção a Nossa Senhora do Pilar, celebrada em doze de outubro. A Virgem Mãe lhe teria confiado ainda a missão de construir naquela região um templo em sua honra e revelado que ele seria o primeiro dos Apóstolos a ter a glória de beber do mesmo cálice que Cristo, derramando o próprio sangue por aquele que se encarnou e morreu para nos merecer a vida eterna.

Cumpriu-se assim, por intermédio de Maria, o pedido que Salomé fizera a Jesus muitos anos antes: “Ordena que estes meus dois filhos se sentem no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda” (Mt 20,21). Esta mãe quis para um filho uma primazia terrena, em um reino puramente político; mas Cristo, cujo Coração não se deixa vencer em generosidade e cuja mente não se prende à lógica dos homens, deu a Tiago um privilégio muito maior do que um trono à sua direita: deu-lhe a graça de ser o primeiro, como predileto da graça, a provar com sangue a grandeza de sua caridade.

— Que São Tiago e Nossa Senhora do Pilar intercedam por nós e alcancem-nos a graça de perseverarmos no cumprimento dos nossos deveres cristãos, a ponto de tudo entregarmos, como vítimas de amor que se configuraram a Cristo.

Texto do episódioComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.