CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

602. A pérola de grande valor

Jesus é aquela pérola de grande valor pela qual vale a pena vender tudo alegremente, desprezando todas as coisas e tendo-as em conta de lixo, para ganhar Cristo e estar com Ele.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt
13, 44-46)

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: "O Reino do Céus é como um tesouro escondido no campo. Um homem o encontra e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquele campo.

O Reino dos Céus também é como um comprador que procura pérolas preciosas. Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquela pérola".

No Evangelho de hoje, o Senhor estabelece duas belas comparações com o Reino dos Céus: ele é como um tesouro escondido no campo e como uma pérola de grande valor. Um detalhe importante que não podemos deixar despercebido é o fato de Jesus dirigir estas palavras, não às multidões, como está escrito no Lecionário, mas aos discípulos. É o próprio Evangelista quem o nota, quando escreve pouco versículos antes que o Senhor, tendo despedido a turba, entrou em casa, e seus discípulos agruparam-se ao redor dEle para perguntar-Lhe privadamente o sentido da parábola do joio no campo (cf. Mt 13, 36). Ele, que falava ao povo por meio de figuras (cf. Mt 13, 34), explica tudo de forma clara e aberta aos que O seguem de perto, visto que já começaram a crer como convém e a conhecê-lO na intimidade. É por isto, aliás, que depois de estabelecer as duas comparações referidas acima, Ele pergunta aos discípulos: "Compreendestes tudo isto?", que Lhe respondem sem demora: "Sim, Senhor" (Mt 13, 51).

Pois os que se aproximam de Cristo de coração sincero e se deixam iluminar pela tornam-se capazes, como escribas instruídos nas coisas do Reino dos Céus (cf. Mt 13, 52), de enxergar a presença do Senhor em cada passagem das Sagradas Escrituras; vêem-nO escondido em todo o Antigo Testamento, como um tesouro enterrado no campo, e O reconhecem como uma jóia de inestimável valor, pela qual vale a pena entregar tudo com alegria. Peçamos-Lhe hoje o dom da fé e a graça de O termos sempre bem perto, como um Amigo íntimo, a fim de podermos dizer um dia com São Paulo: "Na verdade, julgo como perda todas as coisas, em comparação com esse bem supremo: o conhecimento de Jesus Cristo, meu Senhor. Por Ele tudo desprezei e tenho em conta de esterco, a fim de ganhar Cristo e estar com Ele" (Fl 3, 8). Façamos também nesta quarta-feira o propósito de dedicarmos a partir de hoje um pouco mais de tempo à oração pessoal, na qual temos a alegria de encontrar-nos com Aquele que tem direito ao nosso amor e à nossa atenção contínua.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.