CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

351. Beata Alexandrina de Balasar

Celebramos hoje o aniversário da última aparição de Nossa Senhora em Fátima e também a memória da Beata Alexandrina de Balasar, que muito cooperou na expansão da devoção ao Imaculado Coração de Maria. Conheça quem foi e o que nos ensina esta mulher que amou e sofreu, oferecendo-se inteiramente ao Senhor.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 11, 37-41)

Naquele tempo, disse Jesus: Ai de vós, porque construís os túmulos dos profetas; no entanto, foram vossos pais que os mataram. Com isso, vós sois testemunhas e aprovais as obras de vossos pais, pois eles mataram os profetas e vós construís os túmulos. É por isso que a sabedoria de Deus afirmou: 'Eu lhes enviarei profetas e apóstolos, e eles matarão e perseguirão alguns deles, a fim de que se peçam contas a esta geração do sangue de todos os profetas, derramado desde a criação do mundo, desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu vos digo: serão pedidas contas disso a esta geração. Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes, e ainda impedistes os que queriam entrar.' Quando Jesus saiu daí, os mestres da Lei e os fariseus começaram a tratá-lo mal, e a provocá-lo sobre muitos pontos. Armavam ciladas, para pegá-lo de surpresa, por qualquer palavra que saísse de sua boca.

Hoje, 13 de outubro, celebramos o aniversário da última aparição de Nossa Senhora em Fátima, e também a memória da Beata Alexandrina de Balasar, que muito cooperou na expansão da devoção ao Imaculado Coração de Maria. Mas quem foi e qual a mensagem desta santa?

Alexandrina Maria da Costa nasceu em 30 de março de 1904, na freguesia de Balasar, de Póvoa de Varzim, Portugal. Depois de uma infância muito viva e marcada pela educação cristã, quando tinha apenas 14 anos de idade, Alexandrina atirou-se sem hesitar por uma janela a 4 metros do chão, a fim de defender sua pureza ameaçada por três homens; após este ato heróico, a jovem começou a perder seus movimentos, pouco a pouco, até ficar definitivamente acamada. Aparecendo-lhe diversas vezes o Senhor e a Virgem Maria, compreende que sua vocação é sofrer e reparar as injúrias e ofensas à Santíssima Eucaristia. E que Coração, mais que o da Virgem Imaculada, soube amar e sofrer com Jesus, reparando o Seu Divino Coração? Unindo-se, assim, ao Imaculado Coração de Maria, deseja sofrer, amar e reparar sobretudo as ofensas nascidas dos pecados de impureza. Pois disse-lhe Jesus: "A pureza, a castidade é a flor mais fina, é o que há de mais encantador para Mim. E porque és verdadeiramente pura venho à tua pureza pedir reparação, para os impuros e a reparação das famílias". A partir de 1942, até a sua morte em 1955, Alexandrina vive um extraordinário jejum total, alimentando-se somente da Eucaristia. "Coloquei-te no mundo — disse-lhe o Senhor —, faço que tu vivas só de Mim para provar ao mundo aquilo que vale a Eucaristia e aquilo que é a Minha vida nas almas".

Preparando-nos para o centenário das aparições de Fátima, a realizar-se em 2017, peçamos a intercessão da Beata Alexandrina de Balasar e intensifiquemos sem regresso nossa oração e reparação ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria, ultrajados inúmeras vezes pelos nossos pecados.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.