CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
(Jo 15, 9-17)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor.

E eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena. Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai.

Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que então pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.

S. Matias, Apóstolo cuja festa hoje celebramos, foi eleito como membro do colégio apostólico após a Ascensão do Senhor, durante aquele período de dez dias de expectativa pela vinda do Espírito prometido. Matias foi escolhido dentre os que estiveram em companhia dos Doze desde o início (cf. At 1, 21-22), a fim de preencher o lugar deixado por Judas Iscariotes, “guia daqueles que prenderam Jesus” (At 1, 17). A escolha de doze Apóstolos não foi uma coincidência nem uma arbitrariedade por parte de Cristo. Este número expressa, de forma bastante clara, a sua intenção de reformar o antigo Israel, fundado outrora sobre os doze filhos de Jacó, e transformá-lo no novo povo de Deus, a Igreja una, santa e católica, uma só família na qual se reúne uma multidão de povos, unidos pelos laços de um só batismo, uma só fé, um só Espírito e uma só Cabeça. Já não é, pois, o sangue que determina quem pertence ou não ao povo que Deus formou para si, mas a fé e a graça que nos vêm por meio de Cristo Jesus, Filho unigênito de Deus. S. Matias foi eleito para ser fundamento e coluna da Igreja porque esteve ao lado dos Doze “todo o tempo em que o Senhor Jesus viveu entre nós, a começar do batismo de João até o dia em que de nosso meio foi arrebatado”, para tornar-se com eles “testemunha da sua Ressurreição” (At 1, 21-22). Que a fé testemunhada pelos Apóstolos até o derramamento do próprio sangue mantenha-se viva em nós, fortalecida pelos dons do Espírito Santo e manifestada em uma vida de cumprimento fiel das máximas do Evangelho. Que S. Matias e, com ele, todos os demais Apóstolos intercedam por nós de seus tronos no céu e protejam, hoje e sempre, a Igreja que Cristo fundou sobre eles.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.