CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

1234. Memória de Santa Teresa Benedita da Cruz

A sabedoria do cristão é a cruz, loucura para mundo, blasfêmia para os judeus, mas uma força que tudo nos faz suportar, para ganharmos a vida junto daquele que, sendo inocente, se entregou pelos que somos pecadores.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 16, 24-28)

Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga. Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai encontrá-la. De fato, de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro mas perder a sua vida? Que poderá alguém dar em troca de sua vida? Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. Em verdade vos digo: Alguns daqueles que estão aqui não morrerão antes de verem o Filho do Homem vindo com o seu Reino”.

Hoje, celebramos a memória de S. Teresa Benedita da Cruz, mais conhecida por seu nome civil, Edith Stein. Trata-se de uma filósofa alemã, judia de origem, nascida na última década do séc. XIX, que se converteu em 1921 depois de ler, fascinada, o Livro da Vida, de S. Teresa d’Ávila. Edith, que tanto buscara a verdade nos raciocínios filosóficos e nas escolas de pensamento, depois de muito tempo afastada da prática religiosa e vivendo num ateísmo prático, enfim encontrou o que tanto procurava ao concluir a biografia da santa carmelita. “Aqui está a verdade!”, exclamou, aliviada, após vários anos à busca dessa luz que nos liberta do erro e das incertezas. Edith recebeu o Batismo meses depois, em 1922, e, uma vez católica, viu-se chamada ao Carmelo cuja reformadora a chamara à verdadeira fé. Recebeu o hábito em Colônia, no ano de 1934; devido, porém, às perseguições nazistas, teve de ser transferida às pressas para o convento holandês de Ecth, onde foi capturada pelos hitleristas em agosto de 1942, sendo enviada de lá para Westerbork, um campo de concentração no norte da Holanda. De lá a mandaram, em agosto do mesmo ano, para Auschwitz, onde recebeu finalmente a coroa do martírio. O último livro por ela escrito, A Ciência da Cruz, desvela-nos a sabedoria que se esconde atrás dos sacrifícios a que os santos se entregam por amor àquele que por eles se entregou como vítima inocente, em holocausto agradável ao Pai. — Recorramos hoje à intercessão de S. Teresa Benedita e peçamos-lhe que nos alcance de Cristo, Nosso Senhor, a graça de aprendermos a carregar nossas cruzes e a saborear com paciência todo sofrimento, por amor e gratidão a Ele.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.