CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 9, 35 – 10, 1.6-8)

Naquele tempo, Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo tipo de doença e enfermidade.

Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor. Então disse a seus discípulos: “A Messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Pedi pois ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita!”

E, chamando os seus doze discípulos deu-lhes poder para expulsarem os espíritos maus e para curarem todo tipo de doença e enfermidade.

Enviou-os com as seguintes recomendações: “Ide, antes, às ovelhas perdidas da casa de Israel! Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar!”

Num sábado, dia 9 de dezembro de 1531, Nossa Senhora apareceu pela primeira vez a S. Juan Diego, índio mexicano que, apesar de ter-se convertido havia pouco e em idade avançada — contava então os seus cinquenta e sete anos —, era já homem de virtudes extraordinárias. Pertencente à tribo do náuatles, Juan Diego tinha um coração puro e simples como o das crianças, às quais pertence o Reino dos Céus. Prova desta sua pureza admirável foi a humildade com que ele, instado pela Virgem SS. a pedir ao Bispo local que construísse um templo em honra dela, reconheceu não ser mais do que um pobre indígena, que nada poderia conseguir de uma autoridade eclesiástica tão elevada. Outro indício claro de sua santidade foi o cuidado que ele fez questão de dispensar a um seu tio moribundo, em favor de cuja salvação ele não receou ir à igreja mais próxima, a fim de providenciar-lhe os últimos sacramentos, em vez de comparecer, como prometido, a outra aparição de Nossa Senhora. Foi então que a Virgem SS. dirigiu-lhe palavras que vêm atravessando os séculos e enchendo-nos o coração de esperança: “Por que te preocupas? Não estou aqui? Não sou eu tua Mãe dadivosa?” Que S. Juan Diego interceda hoje por nós e nos alcance daquela que tanto o confortou a graça de sermos, como ele, devotos de Maria e caridosos com nossos irmãos.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.