O tempo da visita
CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Aprofunde-se na tradição católica pelo resto de sua vida pelo custo de uma assinatura anual com 35% off

Oportunidade única se encerra no final de novembro.

  • Até o fim do mês, sortearemos 5 assinaturas vitalícias a cada dia entre nossos alunos;
  • Oportunidade exclusiva para todos os alunos. Só até o fim do mês de novembro;
Torne-se um aluno

e tenha a chance de estudar para sempre conosco

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 19,41-44)

Naquele tempo, quando Jesus se aproximou de Jerusalém e viu a cidade, começou a chorar. E disse: “Se tu também compreendesses hoje o que te pode trazer a paz! Agora, porém, isso está escondido aos teus olhos! Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”.

Como Jesus, ao descer do monte das Oliveiras, se aproximasse de Jerusalém, comovido pela visão da cidade santa, desatendeu aos louvores dos discípulos e à inveja do inimigos, e, solícito pela sorte futura do povo israelita, chorou (ἔκλαυσεν = lacrimejando, exclamou) sobre ela, dizendo: Se conhecesses ainda neste teu dia (ἐν τῇ ἡμέρᾳ ταύτῃ), em que venho a ti como teu rei e Messias, para te salvar e beatificar eternamente (cf. Zc 9), também tu o que te pode trazer paz, i.e. a prosperidade e a salvação, o bem e a felicidade; agora porém isso está escondido aos teus olhos… A oração está truncada; com efeito, os que tentam expressar-se enquanto choram costumam interromper abruptamente a fala. — Pode subentender-se ao final, como consequente da prótase Se conhecesses também tu etc., 1) ‘agirias de outra forma’, i.e. ‘farias o que te pode trazer paz’ (τὰ πρὸς εἰρήνην), e.g. penitência, crer em Cristo e na fé por ele ensinada durante três anos etc.; 2) ou ‘chorarias como eu choro teus crimes, tua cegueira e obstinação’ (a Lapide); 3) ou ‘de modo algum perecerias’ (Eutímio). — Em seguida (v. 43s), o Senhor prenuncia e descreve em cores vivas a destruição futura da Cidade, vaticínio de que não se tem melhor explicação do que os acontecimentos fatídicos de 70 d.C., descritos em toda a sua crueza por Flávio Josefo (cf. Bell. VII 1, 1; cf. Mt 24,2).

O tempo da visitação (καιρός τῆς ἐπισκοπῆς). — ‘Chama tempo da visitação àquele em que, descido do céu, ele mesmo a visitou e, durante a visita, transmitiu-lhe muitos ensinamentos divinos e nela realizou, por fim, inúmeros e estupendos milagres’ (Tito). ‘O tempo da tua visitação, isto é, do meu advento, quando vim para te ver e salvar’ (Teofilacto). ‘Porque não reconheceste o tempo do teu cuidado, pois o tempo da minha peregrinação era o tempo de cuidar de tua salvação’ (Eutímio). — Topologicamente: Todas estas coisas, diz São Gregório (cf. Hom. 38), ocorrem na morte da alma que neste mundo serviu aos desejos da carne. Naquela hora, os demônios a cercam de todos os lados, a tentam, encurralam e levam de assalto às profundezas do inferno. Naquela hora, toda aquela portentosa estrutura de pedras, isto é, de seus vãos pensamentos e desejos, vem abaixo, porque não conheceu o tempo de sua visita, quando Deus lhe chamou a atenção por meio de pregadores, confessores, mestres e inspirações internas, para que se emendasse e procurasse sua salvação.

Texto do episódioComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.