CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt
10, 16-23)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: "Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos. Sede, portanto, prudentes como as serpentes e simples como as pombas. Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas.

Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós.

O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. Vós sereis odiados por todos, por causa de meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo. Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. Em verdade vos digo, vós não acabareis de percorrer as cidades de Israel, antes que venha o Filho do Homem.

No Evangelho de hoje, Jesus encerra o seu discurso de envio dos discípulos, cuja vida se resume em sacrificar-se por amor a Ele: "Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos". Pois todo sacerdote, por força desta mesma vocação, é não apenas sacerdote, mas também vítima. E a razão disto consiste em que, sendo o sacerdócio ministerial uma participação do único sacerdócio de Cristo, nenhum sacerdote pode sê-lo plenamente se não se oferecer em holocausto como Aquele de que é ministro e em cuja pessoa age. Jesus, com efeito, escolhe os Apóstolos para que percorram o mesmo caminho de seu Senhor, carreguem a mesma Cruz, suportem o mesmo desprezo, encontrem os mesmos obstáculos: "Vós sereis odiados por todos, por causa de meu nome", porque se "o mundo vos odeia, sabei que me odiou a mim antes que a vós" (Jo 15, 18). Os que receberam o sacramento da Ordem têm, pois, de aspirar a dizer com São Paulo: "Eu vivo, mas já não sou eu; é Cristo quem vive em mim" (Gl 2, 20). Têm de abandonar toda vontade e projeto pessoal, para assim aderir Àquele que lhes deu poder e com Ele se oferecer ao Pai e aos irmãos. Têm de viver como Aquele de que são sacramento e, como Ele, oferecer-se em sacrifício agradável de louvor, rezando pelos que não rezam, crendo pelos que não creem, esperando pelos que não esperam, amando pelos que não amam. Rezemos hoje de modo especial por todos os sacerdotes da Santa Igreja e peçamos a Cristo, Nosso Senhor, que lhes conceda a graça de serem hóstias vivas de amor e reparação.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.