CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Conheça os sacramentos da Igreja com o Padre Paulo Ricardo

Conteúdo exclusivo para alunos
Assistir à aula
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
História da Missa

As riquezas do Cânon Romano (II)

No “coração” do rito romano está o Cânon da Missa, que estamos comentando. E no centro do Cânon, por sua vez, está nada menos que a consagração do pão e do vinho, com as mesmíssimas palavras que Nosso Senhor usou para instituir a Eucaristia na Última Ceia. É delas, sobretudo, que vamos tratar nesta aula.

715

Estamos na parte mais importante deste segundo módulo. Vimos nas últimas aulas um pouco da história do missal que era utilizado até a reforma do Concílio Vaticano II, o chamado Missal de Pio V, para na verdade perceber que nunca existiu um Missal de Pio V, mas um outro que foi sendo desenvolvido, organicamente, desde o tempo dos Apóstolos. Nesse esforço, traçamos a história da liturgia da Igreja nos três primeiros séculos e vimos que no terceiro aconteceu o processo de latinização. Analisando este movimento, chegamos ao Cânon Romano, cujas origens vamos achar na África, justamente porque ali, antes de Roma, a Missa já era celebrada em latim. Em Roma, como vimos, a liturgia, nos séculos iniciais, era toda em grego, por estranho que pareça. 

Veio da África, portanto, nosso texto eucarístico mais antigo, texto que foi sendo decorado e transmitido oralmente de geração em geração. Vale lembrar que a este tempo a oração não podia ser escrita pois a Igreja estava sob a disciplina do arcano, cuja finalidade era defender dos pagãos os elementos sagrados do rito. É só no De Sacramentis de Santo Ambrósio de Milão, datado de 390, que acharemos uma citação mais longa daquilo...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos