CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assistir à aula
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Introdução a Chesterton

Hereges

Em Hereges, escrito com um wit marcadamente inglês, Chesterton vai a cada frase pondo o leitor em maus lençóis, ao mostrar, por meio de vários paradoxos bem elaborados, a inconsistência interna do pensamento e das ideias que se revelam nas atitudes do homem de seu tempo e, sobretudo, do nosso. 

Trata-se de um análise agudíssima das grandes heresias modernas, essas formas de pensar que se tornam loucas, justamente por serem unilateralmente racionais.

38

Os três grandes livros graças aos quais G. K. Chesterton se tornou mais conhecido no Brasil complementam-se mutuamente e constituem, de certo modo, uma única obra, na qual o escritor inglês prova todo o seu gênio apologético, bem como sua equilibrada visão do homem moderno e dos problemas que o angustiam. Trata-se de Hereges, de 1905; Ortodoxia, de 1906; e O homem eterno, de 1925. Nas próximas aulas, passaremos em revista o conteúdo de cada um desses livros, começando agora, como é natural, pelo primeiro.

Hereges não veio a lume como um livro propriamente dito, escrito numa sentada ou de acordo com um plano prévio. É fruto, na verdade, de uma série de ensaios filosóficos que Chesterton foi publicando no jornal Daily News. Os ensaios consistem fundamentalmente em críticas mordazes a alguns contemporâneos ilustres do escritor, sobretudo a Bernard Shaw e George Wells, e num diagnóstico preciso e quase profético de muitos males que, já em germe na distante Inglaterra do séc. XIX, chegariam a um grotesco paroxismo no séc. XXI.

Antes porém de adentrar as páginas de Hereges, é necessário perguntar-se por seu título. Que é, afinal, um herege? Dum ponto de vista,...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos