CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 5, 13-16)

“Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal perde seu sabor, com que se salgará? Não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e pisado pelas pessoas. Vós sois a luz do mundo. Uma cidade construída sobre a montanha não fica escondida. Não se acende uma lâmpada para colocá-la debaixo de uma caixa, mas sim no candelabro, onde ela brilha para todos os que estão em casa. Assim também brilhe a vossa luz diante das pessoas, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”.

As palavras que Jesus dirige hoje a seus Apóstolos encontram-se situadas no discurso das bem-aventuranças, pertencente ao conhecido sermão da montanha, que ocupa três capítulos inteiros do Evangelho segundo S. Mateus. Trata-se do primeiro sermão público de Jesus, no qual Ele apresenta sem meias palavras o seu projeto de vida para os que quiserem segui-lo: aqui, propõe-nos não só os meios de sermos salvos, mas também de nos tornarmos santos. De fato, a lista das bem-aventuranças, que são como que o pórtico de toda a pregação evangélica, nos apresenta uma “radiografia” do que deve ser um coração configurado ao de Cristo. Pobreza de espírito, mansidão, sede e fome de justiça, misericórdia, pureza de coração, paz, seguimento irrestrito a Nosso Senhor até a morte, eis as virtudes que precisam ser vividas, e não só admiradas, por quem deseja ser realmente cristão, ou seja, viver a vida do próprio Cristo, participando do mistério de sua Morte e Ressurreição. Em cada bem-aventurança, com efeito, está presente uma tensão entre uma morte  — na forma de um auto-aniquilamento, de uma negação de si e dos próprios critérios — e a vida que daí surge, divina e gloriosa, sal para levar o sabor do amor divino aos homens e luz para iluminar os que andam nas trevas do erro, do pecado e da ignorância. Que o Senhor se digne enviar-nos hoje o seu Espírito, a fim de podermos viver nosso chamado à santidade e amar, pelo poder da graça, com aquele amor que só Ele nos pode outorgar.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.