CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Observar os Mandamentos

Em quem observa os Mandamentos, a Santíssima Trindade se faz presença de amizade e se revela à alma pouco a pouco, à medida que ela cresce no amor. Assista a esta meditação e conheça a importância de se manter em estado de graça!

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
(Jo
14, 21-26)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: "Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele". Judas – não o Iscariotes – disse-lhe: "Senhor, como se explica que te manifestarás a nós e não ao mundo?" Jesus respondeu-lhe: "Se alguém me ama, guardará minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. Quem não me ama não guarda a minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou. Isso é o que vos disse enquanto estava convosco. Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito".

O Cristo explica, no Evangelho de hoje, o mistério da inabitação trinitária. "Se alguém me ama, guardará minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada", Ele diz. Com isso, Nosso Senhor está a falar de uma presença divina especial na alma de todos aqueles que O amam e guardam os seus Mandamentos. As pessoas que estão no mundo não deixam, é claro, de ser visitadas por Deus, que as convida incessantemente à conversão por meio da graça suficiente. No coração de quem já vive de acordo com a Palavra, no entanto, dá-se algo muito mais elevado: pela graça santificante, a Santíssima Trindade — Pai, Filho e Espírito — faz aí morada de amizade, revelando cada vez com mais força a sua presença, à medida que a alma cresce no amor.

Para que essa doutrina do Cristo seja verdade em nosso coração, devemos portanto observar os seus Mandamentos, levantando-nos sempre com prontidão, se viermos a cair, e firmando os nossos passos na oração, para não vacilarmos. Como quem nos sustenta é Ele próprio, portanto, não nos deixemos seduzir pela ilusão da autossuficiência e recorramos constantemente aos sacramentos — principalmente a Penitência, para os mortos, e a Eucaristia, para quem já vive —, deixados por Jesus à administração de sua santa Igreja Católica. Com esses instrumentos, não seremos confundidos!

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.