CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
(Mt 9, 9-13)

Naquele tempo, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus. Enquanto Jesus estava à mesa, em casa de Mateus, vieram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos.

Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os cobradores de impostos e pecadores?” Jesus ouviu a pergunta e respondeu: “Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”.

O Evangelho de hoje nos apresenta a vocação de S. Mateus. Lembremo-nos, antes de mais, do contexto em que este episódio está inserido. Segundo o Evangelho escrito pelo mesmo Mateus, Jesus deu início ao seu ministério público com o Sermão da Montanha, compreendido nos capítulo 5, 6 e 7. Em seguida, antes da escolha e do envio oficial dos doze Apóstolos, há uma espécie de intermezzo em que o Senhor realiza algumas curas e milagres, além de chamar para o seguirem de mais perto algumas pessoas em especial, e é precisamente nesta altura da vida de Cristo que nos encontramos hoje. Uma dessas vocações, pois, é a de Levi, a quem Jesus vai buscar no lugar mais inesperado: na própria coletoria em que o futuro Apóstolo praticava, dia após dia, a sua corrupção. Jesus não o vai buscar no Templo, não o vai buscar em casa; não o encontra inquieto por causa de seus pecados nem, muito menos, preocupado pelo destino de sua alma. Com a ousadia da graça, Cristo o vai buscar na escuridão, para dali o tirar e pô-lo sob a luz de uma vida nova: “Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: ‘Segue-me!’ Ele se levantou e seguiu a Jesus”. Porque a graça de Deus não conhece obstáculo de lugares ou condições; ela age nas circunstâncias que os nossos cálculos humanos, tão “pastorais” e, ao mesmo tempo, tão pouco misericordiosos, julgariam as mais inconvenientes e inapropriadas. Assim sucedeu com Levi, a quem Jesus foi resgatar “sentado na coletoria de impostos”, não para o deixar ali, metido nos seus negócios fraudulentos, mas para o arrancar de uma vez para sempre do pecado: “E disse-lhe: ‘Segue-me!’ Ele se levantou e seguiu a Jesus” sem nunca mais olhar para trás. Que seja assim a nossa conversão, decidida e corajosa, e que assim seja o nosso apostolado. Não tenhamos receios de “incomodar” quem ainda vive no pecado, pois não há maior misericórdia do que conduzir à vida da graça a quem vive apenas em aparência, por já estar morto interiormente: “E disse-lhe: ‘Segue-me!’ Ele se levantou e seguiu a Jesus”.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.