CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

359. Memória de São João Paulo II

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 13, 1-9)

Naquele tempo, vieram algumas pessoas trazendo notícias a Jesus a respeito dos galileus que Pilatos tinha matado, misturando seu sangue com o dos sacrifícios que ofereciam.

Jesus lhes respondeu: "Vós pensais que esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus, por terem sofrido tal coisa? Eu vos digo que não. Mas se vós não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo. E aqueles dezoito que morreram, quando a torre de Siloé caiu sobre eles? Pensais que eram mais culpados do que todos os outros moradores de Jerusalém? Eu vos digo que não. Mas, se não vos converterdes, ireis morrer todos do mesmo modo."

E Jesus contou esta parábola: "Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha. Foi até ela procurar figos e não encontrou. Então disse ao vinhateiro: 'Já faz três anos que venho procurando figos nesta figueira e nada encontro. Corta-a! Por que está ela inutilizando a terra?' Ele, porém, respondeu: 'Senhor, deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e colocar adubo. Pode ser que venha a dar fruto. Se não der, então tu a cortarás."

No Evangelho deste sábado, algumas pessoas incitam o Senhor a julgar a respeito dos galileus que foram mortos por Pilatos. Depois, então, de ensinar que a morte deles serve de aviso para a nossa conversão, o Senhor nos conta a parábola da figueira estéril, da figueira que haveria de ser cortada, se não fosse a intercessão do vinhateiro: "deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e colocar adubo. Pode ser que venha a dar fruto". Da Providência divina, portanto, recebemos este Evangelho, pois celebramos hoje a memória de São João Paulo II, que, como bom vinhateiro de Cristo, intercedeu, podou, cavou e adubou tantas figueiras estéreis e quase sem vida, a fim de que produzissem frutos. De fato, como poderíamos dar o fruto maduro do amor, se Deus não nos fizesse a mercê de vinhateiros como o da parábola? Tais vinhateiros são os pastores da Santa Igreja, os quais, pedindo-nos a penitência, a humildade e a vida da graça, conduzem nossas almas à salvação. Agradeçamos, por isso, ao Senhor por ter-nos concedido o Papa São João Paulo II, de quem hoje pedimos a intercessão para que possamos oferecer a Deus os frutos que Ele espera de nós.

Download do Material

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.