CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Vários teólogos liberais têm utilizado a expressão 'casta meretriz' para referir-se à Igreja Católica. Com isso, querem inferir que ela é, ao mesmo tempo, santa e pecadora. É possível fazer tal afirmação? Esta expressão, extraída de um texto de Santo Ambrósio de Milão, está sendo utilizada corretamente?

O Concílio Vaticano II, no documento denominado Lumen Gentium, em seu número 39, diz claramente: "A santidade indefectível da Igreja, cujo mistério este sagrado Concílio expõe, é objeto da nossa fé." (LG) Portanto, não procede, em absoluto, a afirmação de que a Igreja é santa e pecadora. Mesmo que os supostos intérpretes do espírito do concílio teimem em dizer o contrário, a frase em destaque não deixa dúvida.

Um desses "intérpretes do espírito do Concílio", o teólogo Giuseppe Alberigo usou a expressão 'casta meretriz' de Santo Ambrósio de Milão para dar nome a um livro e justificar a afirmação de que a Igreja é cheia de pecados. Mas não é esta a fé.

A fé proclamada é a de que a Igreja é imaculada, contudo composta de pessoas maculadas. 'Immaculata ex-maculatis' foi como explicou o Cardeal Giacomo Biff quando pregou um retiro para o Papa e os cardeais no ano de 2007. Naquela ocasião, o Cardeal recordou um ensinamento professado por ele mesmo anteriormente sobre a expressão utilizada por Santo Ambrósio.

Santo Ambrósio interpreta a Bíblia de forma simbólica (análise tipológica), ou seja, ele vê nas figuras do Antigo Testamento realidades do Novo. Quando lê o capítulo 2 do Livro de Josué, consegue enxergar espiritualmente na prostituta Raab um símbolo da Igreja. Raab acolheu em sua casa os espiões enviados por Josué e, ao salvá-los, ela estava fazendo algo que é próprio da Igreja.

Assim, a comparação feita por Santo Ambrósio tem limites. A Igreja é prostituta não porque possui pecados, mas sim, porque seduz pecadores e o faz para salvá-los. E ele segue dizendo ainda que tanto mais casta quanto mais pecadores atrair.

Portanto, a expressão casta meretrix não é, de forma nenhuma, uma profissão de fé de que a Igreja é santa e pecadora. Ela é santa e imaculada, que atrai pecadores. A Igreja é a casa dos pecadores, mas não quer dizer que ela mesma seja pecadora.

O Papa Paulo VI no seu Credo do Povo de Deus, professado no final do Ano da Fé, em 1968 disse: "A Igreja é santa apesar de incluir pecadores em seu seio, pois em si mesma não goza de outra vida senão a vida da graça."

Cair na desgraça do pecado é abandonar a vida da igreja. Pecar é dar passos para fora da Igreja. Quem peca é o membro da Igreja e não ela, que é imaculada, sem defeito, mas, feita por filhos leprosos, cheios de defeitos, pecadores, como todos nós.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.